Cine em Família "Insurgente"



Cinema em família

Oi People!!! Tudo bem!
Que demora para postar Cine em família, já estava quase desistindo de falar sobre o filme, mas eu adoro a coluna e recebi mensagens perguntando a minha opinião...


Well, sim eu gostei do filme e todos os efeitos especiais que continham nele. sobre os personagens bem Four estava bem descaracterizado na minha opinião, e alguns elementos que foram inseridos que não continham no livro, não posso dizer por conta de spoliers e tudo mais.


Bom a onda agora é adaptar livros para o cinema, e percebi que muitos dos filmes são feitos para um público que não lê isso mesmo, já repararam?! Eu perguntei na fila de Insurgente e grande parte foi assistir o filme por pura curiosidade, poucos de fato leram a série.
E como ficamos nessa??!! "Aceita que dói menos, né galera!?



Infelizmente é assim, eu acho que o sentido do filme foi bem proposto, mas podia ser mais fiel, afinal o livro é ótimo, uma distopia bem estruturada e interessante. Verônica Roth soube prender nossa atenção no livro. Gostei da escolhas dos atores, grande partes deles já participaram de filmes bem conhecidos por todos, e deixou o filme bem legal. Bem a Tris o que dizer... 

Detrás das câmeras.
Insurgente.


                                        


Ainda não resenhei nenhum do livros, mas pretendo resenha-los no blog, uma leitora do LJI, mandou uma mensagem pedindo a resenha dele e achei super da hora. E a pedidos farei isso, aguardem!



Trailer Oficial de Insurgente.

                                      

Agora o que mais me decepcionou foi a trilha sonora do filme, que esperava que fosse repetir a de Divergente que foi irada, tinha Skrillex que amo, Ellie Goulding, Zedd, Snow Patrol e deixou a dinâmica do filme muito mais interessante. Achei broxante as músicas na moral...
O único que se salva é o Imagine Dragons que também escuto no dia-a-dia.

Trilha Imagine Dragons.

                                      

Para encerrar esse post, uma foto da minha fofa Bebella que adorou o filme e acompanhou legendado! Orgulho da mamis.





Like a Rory Gilmore: Série "A Seleção" (Kiera Cass)


"A Seleção" foi uma das primeiras distopias que li, pois confesso que tinha preconceito com o gênero (vergonha de falar isso). Arrependo-me de ter começado a ler esse tipo de livro só há poucos anos, mas fico feliz por ter “quebrado” essa barreira. Esses livros mantêm nossa mente aberta, e acaba trazendo muitas questões que provavelmente nunca passaram pela nossa cabeça, principalmente por conta da situação política, social e econômica. Claro que as situações do livro são muito mais acentuadas e evidentes, mas quando olhamos para nossa atual situação, acredito que é inevitável imaginar que seria tema para uma distopia para aqueles que viveram em um passado distante.


Resolvi falar dessa série, pois o quarto volume (“A Herdeira”) tem lançamento marcado para 07 de maio, e eu não poderia estar mais ansiosa! O segundo e o terceiro volume são “A Elite” e “A Escolha”. A editora seguinte disponibilizou após o lançamento do primeiro título, um conto intitulado de “O Príncipe”, que ficou disponível no site da editora em epub. Após o lançamento do segundo volume, a editora disponibilizou “O Guarda”, e logo lançou os dois contos juntos em formato físico. Com o lançamento desse quarto volume, foi lançado o conto “A Rainha”, em formato e-book, no site da editora. Kiera Cass também já confirmou mais dois volumes: um previsto para 2016, e um volume especial que reunirá os quatro contos da série (previsto para outubro deste ano).

  

No caso de A Seleção, a história se passa em um futuro onde os Estados Unidos se transformaram no Estado Americano da China e a sociedade é dividida em oito castas, cada uma designada para um tipo de tarefa. No caso, America Singer faz parte da casta cinco, a casta dos artistas. Ela é uma garota irreverente e independente, e vive um romance secreto e proibido com Aspen, da casta seis. Nunca passou pela cabeça de America participar da Seleção, um reality show que dá chance a trinta e cinco garotas de se casar com o príncipe. Mas quando ela é surpreendentemente convocada a participar, sua mãe e Aspen praticamente a obrigam a ir e tentar uma vida melhor para ela e para a família. Quando ela conhece o príncipe, vê que ele não é nada do que ela pensou: o príncipe Maxon era uma pessoa boa, e valia muito a pena ser amiga dele. O tempo que America passa na Seleção serve também para ela descobrir como funcionam os bastidores da política, os problemas com os rebeldes e todos os problemas da divisão que a sociedade sofre, condenando as pessoas às castas. 
Gostei muito da America, apesar de ela ser muito impulsiva (às vezes até demais), mas ela acaba sendo assim de um jeito bom e cativante. O que chama atenção também, é a sinceridade e a convicção dela.

A Seleção foi adaptada para uma série de televisão que seria exibida no canal CW (EUA), mas infelizmente, as duas tentativas do episódio piloto foram rejeitadas pela emissora.

Não vou falar dos outros volumes para não dar spoilers, mas posso dizer que a autora segue o mesmo ritmo do primeiro, e nunca para de surpreender. Os acontecimentos vão ficando ainda mais interessantes, e a autora tece uma história efervescente, impossível de parar de ler. Recomendo muitíssimo!


O primeiro capítulo de “A Herdeira” está disponível no site da Editora Seguinte como uma forma de nos matar de curiosidade... haha
Ah, e quem quiser acompanhar a Kiera Cass: blog e canal no You Tube.

xoxo





Resenha "Bela Distração"


Classificação

Título: Bela Distração
Spin-off de Belo Desastre
Autora: Jamie McGuire
Editora: Verus
Gênero: Literatura Internacional/Romance Young Adult
ISBN: 9788576863397
Páginas:304
Livro enviado pela editora em parceria com o blog LJI

Bela Distração - Cami Camlin é uma garota intensa e independente, dona do próprio nariz desde a época do ensino médio. Agora, cursando a faculdade e trabalhando como bartender no The Red Door, Cami não tem tempo para nada, até que uma viagem para visitar seu namorado é cancelada e, pela primeira vez em quase um ano, ela tem um fim de semana de folga.
Trenton Maddox era o rei da Universidade Eastern. Os caras queriam ser como ele, as mulheres queriam domá-lo. Mas, depois de um trágico acidente virar sua vida de cabeça para baixo, ele deixa o campus para lidar com a culpa esmagadora.
Um ano e meio depois, Trenton está morando com o pai e trabalhando em um estúdio de tatuagem para ajudar a pagar as contas. Justamente quando ele pensa que sua vida está voltando ao normal, nota Cami sozinha em uma mesa no Red Door.
Como a irmã mais velha de três caras de pavio curto, Cami acredita que não terá problemas para manter a amizade com Trenton no nível estritamente platônico. Mas, quando um Maddox se apaixona, é para sempre — mesmo que Cami possa ser a razão para que a já fragilizada família Maddox desmorone de vez.
Em Bela distração, o leitor vai mergulhar novamente nas emoções do universo de Belo desastre, além de vislumbrar mais alguns momentos do casal mais amado da literatura new adult, Travis e Abby.


Oi Galera tudo bem?
Quem ai gosta do Travis Maddox... euuuuuuuuuuuuu... Não me julguem é feio... :P

Eu adoro os livros da Jamie Mc Guire, li todos de uma vez só, amo o Travis e não curto a Abby, acho ela super desnecessária no livro, anyway...

Nesse livro vamos conhecer mais um lindo do clã Maddox que será tão fofo quanto Travis, bem acho que até mais um pouco, Trenton é irmão mais velho de Travis, lindo e charmoso chama muito atenção, mas ele nutri um amor desde adolescência por Cami uma outra menina desnecessária no livro (ok vou deixar meu ciumes de lado e focar na resenha).

A narrativa de Jamie continua super envolvente e bem caracterizada, todos os personagens são bem visíveis e conseguimos entender em que tempo se passa a história desse novo casal, já que acontece no mesmo tempo que Travis e Abby, fiquei surpreendida com o gancho que autora fez no livro, relembrando alguns fatos e foi possível curti muito essa leitura.

Muitos segredos envolvem esse casal, apesar de pessoas bem resolvidas e amadurecidas, eles ainda enfrentam alguns fantasmas, Cami tem um relacionamento bem complicado com seu pai, seus irmãos também podemos dizer que alguns deles são sem noção. Ela mora com sua amiga Reagan que vive um triangulo amoroso entre Kody e Brazil e a todo momento eles serão citados na história também.

"Você me viu quase pelado, baby doll. Seu namorado a distância não chega nem perto disso.Observei enquanto ele flexionava o braço. Não era tão largo quanto o de Kody, mas era impressionante."


Eu achei que essa casal foi mais maduro, o relacionamento começa pela insistência de Treton e que no decorrer da história se torna envolvente e real, Jamie usa a sensualidade e cenas picantes características dessa série. Mas Cami ainda esconde um segredo super bombástico, que ao finalizar o livro fiquei de boca aberto, um gancho enorme para o segundo livro!!!! Pasmem!!!!

Jamie pelo amor de Deus, mata logo minha curiosidade.











Eventos 4ª Turnê Intrínseca - Rio de Janeiro 13/04


Oi amigos tudo bem!!!

Depois de contar os dias para a chegada do final da Turnê Intrínseca na cidade do Rio de Janeiro e saber que o dia 13/04 seria em uma segunda-feira, e ver que mais de 2,000 pessoas haviam confirmado presença no evento... Eu fui!!!! 

Planejei nos mínimos detalhes de como chegar no evento, já que moro na Barra da Tijuca e o evento aconteceu no Centro da cidade na Livraria Cultura na Rua Senador Dantas n.15 e a distância seria uns dos empecilhos para participar. Enfim filhos chegando do colégio as 13:30, saindo as 14hs finalmente chegamos no nosso destino as 16hs em ponto, encontramos nossos amigos Cassia e Camila do blog Aventuras no mundo literário. 



Já havia acabado as senhas para o segundo horário de evento, e como planejado fiquei na última sessão, meta cumprida, consegui chegar a tempo, e ainda esperamos um bom tempo para entrar... faz parte. Todos os livros da Editora Intrínseca estavam com 20% de desconto e queria muito comprar A Caixa de pássaros que já havia esgotado... anyway...



Foi falado dos lançamentos da editora do ano de 2015, não vou repetir falando de cada um deles, pois a Carol colunista fez um post detalhando tudo, para quem quiser dar uma conferida clique aqui.
Muitos lançamentos eram esperados, assim como Jojo Moyes que gosto muito, vários livros de infanto-juvenil e ficção deixou a todos muitos curiosos.


Ache o Momo é uma graça...





No final do evento foi sorteado alguns livros que foram lançados recentemente, e eu como sempre... fui sorteada com o livro da JoJo Moyes Um mais Um, como a bookaholic compulsiva já tinha comprado troquei com outra pessoa que ganhou e levei para casa o Pequenas Grandes Mentiras de Liane Moritay a mesma autora do livro O Segredo do meu marido. Boa troca, no final do evento levamos o Kit da Turnê que tinha vários mimos super fofos (marcadores de livros, bottons, lápis, um bloquinho para anotações, um cordão, o pin do quarto evento da Editora, tudo dentro de uma bolsinha azul que é uma graça.



Houve o sorteio do Kobo, mas não sou sortuda a esse ponto, mas quem recebeu quase infartou!!! kkkk
Recebemos também  uma cortesia da Editora Intrínseca em parceria com Kobo, onde ganharíamos um e-book de nossa escolha, e como estava super curiosa para ler Caixa de Pássaros aproveitei essa oportunidade.

Quero agradecer a equipe de Marketing que percorreram as 20 cidades do Brasil!








Resenha "Fascínio Egípcio"



Classificação


Informações do livro
Título:Fascínio Egípcio
Autor/a:Luciene Vieira Z
Editora: Mod
Gênero: Literatura Nacional/Romance
ISBN: 0
Livro enviado para resenha Book Tour realizado pelo blog Livros e Chocolate Quente


Sinopse:Fascínio Egípcio - No cenário do Antigo Egito, as vidas do príncipe herdeiro e da filha do sacerdote do deus Amon se cruzam, seus pais disputam poder na cidade mais importante do Egito. Ele criado para governar o país, ela retirada pela mãe de uma vida de conforto e luxo é criada escondida em uma vida de muitas dificuldades. A vida de Zeq é marcada pela crença popular que ele é filho de um deus e a vida de Naia é marcada pela descrença desde que a mãe mentiu ao dizer que seu pai estava morto, mas sua mãe na eminência da morte faz uma revelação, seu pai está vivo e lhe entrega uma prova disso. Preocupada com o estado da mãe e sem recursos ela comete um ato desesperado e furta alguns alimentos, na fuga é presa por um guarda do Faraó e levada ao calabouço. O que o futuro Faraó do Egito não imaginava é que ficaria fascinado pela beleza e personalidade da jovem. Naia tem o curso de sua vida drasticamente alterado, pois não sabe se odeia ou ama Zeq e terá que decidir se vive esse amor conturbado e assume a responsabilidade de se tornar a Princesa do Egito! Enquanto ela luta para definir seus sentimentos, tem que enfrentar traumas do passado, desconfianças e inimigos que tentam a todo custo atrapalhar seu relacionamento com Zeq.



Resenha Fascínio Egípcio


Ao iniciar a leitura desse livro estava bem empolgada, gosto muito de histórias que envolvem o antigo Egito, pois a riqueza de detalhes que essa civilização contém é cheia de mistérios. A princípio conhecemos a vida difícil de Naia que vive com sua mãe em extrema pobreza, após tomar um decisão no passado de abandonar seu casamento e toda riqueza que tinha, por não aceitar conviver com seu marido que era muito autoritário.

Naia herda essa personalidade de sua mãe, que junto com a sua descrença para com os Deuses não se permite ser comandada, e na história é nítido que ela enfrentará muitos desafios.

Zeq o príncipe herdeiro do Egito é conhecido por ser extremamente temperamental, seu pai tenta de todas as formas mostrar como liderar de forma menos agressiva, mas com esse gênio, ele manipula a todos para conseguir o que quer.

A leitura desse livro foi bem arrastada por assim dizer, a narrativa rodava muito em determinadas situações, principalmente quando se tratava se de Zeq e Naia, que foi um casal que não me conquistou em nada, ambos com personalidade forte e orgulhosos demais, fazem um dramalhão envolvendo até o pescoço os personagens  secundários da história.

O único que ganha minha simpatia é Armais, justo e consciente ele faz parte da guarda do Rei e é estimado como filho, e por diversas vezes se vê envolvido pelas confusões que Zeq arruma. Certos elementos descrito no livro pela autora sobre o antigo Egito deixou o livro menos cansativo de ler, pois a todo momento o casal turbilhão aparecia para definitivamente provar o quanto eram imaturos!

Uma coisa que me incomodou em certos momentos foram os erros gramaticais, por Deus Amom, a editora poderia ter mais cuidado com a edição do livro, não sou crítica de livros, mas antes de tudo sou consumidora, e tenho em mente de quanto isso reflete em uma obra.

O final nem preciso dizer que fiquei sem entender onde a autora queria chegar, depois de ler tantas idas e vindas entre Naia e Zeq fiquei assim tipo... Really???
Eu esperava sim um romance, mas algo que fosse de fato me prendar a história, e pelo ao contrario me deixou desconfortável demais. O livro envolve disputa de poder, morte, guerras, traições e nessas partes foi o que me despertou mais a minha curiosidade. A autora foi bem detalhista quanto a cultura, não posso deixar de ressaltar isso na resenha, e essa parte gostei muito, as notas no rodapé da pagina ajudou bastante para entendimento da historia.

Mas o fascínio que o príncipe tinha por Naia não me convenceu, parecia mais obsessão do que amor, a reviravolta no final do livro tão ousada por parte da autora, não vou falar por que é spolier, me deixou sem entender, porque o personagem simplesmente saiu de cena sem mais e menos.

O que definiu o livro como bom, foi a capa que denota a história, e isso ja é ponto a favor, detalhes foi outro elemento importante para ambientação do livro e leva mais um ponto, e personagens secundários que ficaram mais marcados na minha opinião do que os principais.

Esse livro recebi para leitura através do Book Tour realizado pela Andressa do blog Livros e Chocolate Quente, agradeço pela oportunidade de conhecer a escrita da autora.








Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥