Lançamento Setembro Editora Bússola


Através da história o homem reverenciou o pênis como o seu “mais precioso ornamento”. Ainda assim, de forma ambivalente, o pênis sempre foi fonte das suas mais profundas neuroses. Será que as mulheres o consideram, no estado ereto, ridículo em sua essência? Por que um homem não pode estar seguro de que sua ferramenta vai se erguer e desempenhar quando ele comanda? Se e quando ele se recusa a funcionar, de forma definitiva, o que pode ser feito para remediar a situação? E existe, claro, a questão do tamanho... Quão grande é grande? Quão pequeno é pequeno?







Qual é a média? Onde cada homem se encaixa? Possuir um pênis,

segundo Sófocles, é estar “acorrentado a um louco”. Um Rabisco de Deus examina em profundidade a relação esquizofrênica entre o homem e esse louco – e a relação conjunta desse estranho par com o sexo feminino. Um Rabisco de Deus é a história do pênis proveniente da mitologia, das culturas universais, da religião, da literatura, da ciência, da medicina e da vida contemporânea, com seus altos e baixos – o macabro e o apavorante, o engraçado e o triste – tudo narrado com uma inteligência mordaz.

Trecho

“(O pênis) tem acordos com a inteligência humana e às vezes demonstra uma inteligência própria, a qual um homem desejaria estimular, mas ele fica obstinado e segue seu curso; e às vezes se move por conta própria, sem permissão nem pensamento de seu dono. Se o dono está acordado ou dormindo, ele faz o que lhe apetece; muitas vezes o homem está dormindo e ele acordado; ou o homem gostaria de entrar em ação, mas ele se recusa; em muitos casos ele quer ação e o homem proíbe. Eis porque se diz que essa criatura parece ter vida e inteligência separadas das do homem”. Leonardo da Vinci

Sobre o autor

Tom Hickman é um jornalista veterano que trabalhou em diversos jornais e revistas de grande circulação, como colaborador especial, editor especial e editor. Trabalhou também na BBC e é autor de diversos livros, incluindo: O segurança de Churchill, Morte: Guia do Usuário e O que você fez durante a guerra, Titia?

Título: Um rabisco de Deus Autor: Tom Hickman

“Um homem nada mais é do que um sistema destinado a garantira vida de seu pênis.”

Joe Orton, dramaturgo

“uma pessoinha... um alter ego em geral mais evasivo... e mais inteligente do que o indivíduo”. Simone de Beauvoir, no primeiro tratado feminista do pós-guerra – The Second Sex – sobre as mães falando com seu filho do sexo masculino.

“Você nunca encontra um homem sozinho”, uma feminista escreveu. “Estão sempre em dupla: ele e seu pênis.”

“O tamanho do pênis não é realmente importante. Como dizem, não se trata do tamanho do barco, mas do comprimento do mastro dividido pela área de superfície da vela principal, subtraída do perímetro da bomba de porão. Ou algo assim. ” Donna Untrael

Os tibetanos acreditam que ser superdotado não traz sorte para um homem: quando agachado, caso o seu pênis atinja o final de calcanhar, sua vida será cheia de tristeza; todavia, caso seu pênis não seja mais longo do que seis vezes a largura de um dedo, ele será rico e bom marido.

“Quase todo o macho parece invejar o pênis de alguém.” Dr. Bernie Zilbergeld em The New Male Sexuality.

Como Susan Bordo (The Male Body) observa, “Que outra parte do corpo humano é tão capaz de satisfazer um desejo de corpo inteiro manifestado pelo outro?”. É um assunto que agrada e fascina as mulheres o fato de serem elas mesmas fatores instrumentais para fazer o pênis acordar.

Será que falta aos homens inteligência emocional para entender as necessidades do desejo sexual da mulher? A questão tem sido feita com frequência (o feminismo descreveu o pênis como “o olho que tudo vê, mas não nada entende”).

Uma ereção pode bombear o suficiente para a penetração, mas, sem explicação para o seu responsável, perde interesse nos procedimentos, deixando a sua receptora se sentindo, como uma mulher descreveu, “tentando manter-se na superfície, em um bote salva-vidas que se esvazia aos poucos”.


4 comentários

  1. Nossa amiga, eu fiquei até de boca aberta de ler o texto que você escreveu sobre o livro O.o
    Diferente de tudo que a gente tá acostumado a ler por ai (risos)
    Mas deve ser bem interessante.
    E olha, estou vindo aqui mesmo amiga para te agradecer pela sua amizade e principalmente pelo ''presentinho'' de aniversário que vc vai mandar pra mim. Fiquei super feliz...obrigada viu ?! Você não sabe como dei pulinhos aqui no meu quarto depois que vc disse que me mandaria hahahaha...enfim...
    Mas olha, vou te retribuir concerteza, até porque tenho coisas da disney para mandar e que ainda n mandei =x
    Enfim...Agora eu vou indo nessa, porque tenho que descansar um pouco
    Se cuida minha querida e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. OMG a leitura parece ser.... Hum.... Diferente e até um pouco divertida, mas com certeza nao faz meu estilo!


    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga diferente né, eu tbm ri quando recebi o e-mail parece bem interessante, é amiga ta chegando vai ficar mais velha e vai ganhar presentinho que chique, segunda mesmo ja posto!!!
    bjkas

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda achei interessante mas tbm nao faz meu estilo não kkkkkk
    Quem sabe os meninos se interessem mais kkkk
    bjkas

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥