Resenha "Gosto de Você assim"


Classificação


Título: "Gosto de você assim"
Autor: Francesco Gungui
Editora: Fundamento
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance Juvenil
ISBN: 9788539505395
Páginas: 272
Livro enviado pela editora para resenha em parceria com LJI.


Oi amigos tudo bem, na resenha de hoje vamos conhecer uma adolescente cheia de conflitos e sensível, e sua transição nessa fase tão turbulenta, onde parece que tudo passa a conspirar contra (risos).

Alice é uma adolescente mora em Milão e não poderia receber uma notícia tão ruim, ela estava empolgada com a sua emancipação e viajar com as amigas nas férias escolares, mas tudo vai por água a baixo quando é reprovada no ensino médio, Lucas seu ex namorado e atual amigo conselheiro tenta remediar, expondo suas teorias sobre esse infelicidade, mas não adianta, a reprovação é um fato e ela deve encarar.

"Dizem que, quando você torce muito por alguma coisa, ela nunca acontece, e quanto mais você se prepara para esse acontecimento mais ele se distancia. E essa teoria vale também no sentido contrário: se você está torcendo com todo o seu ser para que algo não aconteça, pode ter certeza de que acontecerá logo".

Bom eu sei qual é a sensação de reprovar no ensino médio, eu reprovei a sétima série quando mudei de escola no segundo semestre e não consegui acompanhar o conteúdo, pois a grade escolar era bem mais avançada que a escola antiga, tamanha frustração e impotência dominam, então sei o que Alice sentiu ao não ver seu nome na lista de aprovados.

Ela tinha planos de viajar com as amigas para Sardenha e pode desfrutar da independência de estar sem a vigilância constante de seus pais, porém as férias em Apúlia com a família é seu destino final. Seus pais ficam indignados com sua repetência, e como mãe de um adolescente sei as frases básicas citadas na inconformidade: o que fiz de errado, por que você fez isso, por que não estudou, onde estava com a cabeça, você está apaixonada é a clássica... pois de acordo com os psicólogos orientadores nos colégios o rendimento tende a baixar quando eles começam a se apaixonar.

A reprovação de Alice foi descuido, horas de perdidas quando cabulava aula com Lucas, foi os fatores que fez ser reprovar. Chegando no camping com seus pais e seu irmão mais novo Frederico começa as suplicantes férias de Alice, com a promessa feita ao seus pais de estudar durante toda a temporada ela não imaginava que tudo estava para mudar.

Ela foge do monitor do camping  que ficou no ano anterior nas férias e que nesse momento está pior do que nunca e fica rodeando a todo momento, como dizem os adolescentes: tipo um idiota total, o plano era manter ele afastado de qualquer aproximação. Ela procura conselhos com seu amigo Lucas, que da ideia de um plano Second Life, uma forma de viver uma vida paralela e aguentar as suas férias.

Mas nem tudo está perdido, depois de conhecer Daniel um rasta que ela começa a ficar, descobre um barzinho chamado Chiringuito e descobre que Martina sua conhecida do colégio e a mais popular garota trabalha la, e assim começam um amizade inusitada, e fazer suas férias mudarem radicalmente, e mesmo sua mãe depositando nela toda a confiança, ela é a típica adolescente que todas as decisões sem pensar nas consequências.

"Eu confio em você" + "Amanhã você pode ficar por aqui"(+ eu contei sobre sua fuga)= Estou autorizada a ir até a praia do chiringuito.

"Ficou implícito que minha mãe me autorizou a ir com uma de suas famosas "permissões"em código com recomendações. Dizendo-me, em resumo: Pode ir, eu não vou dizer nada para seu pai, mas lembre-se de que estou confiando em você. "Não me decepcione"

Suas férias é regada de festas, bebidas, ficadas, fazer amor com o rasta na barraca, beber até esquecer de onde está, mentir aos pais que está estudando, fazer de Lucas seu conselheiro fiel para seus rompantes, entender que a garota mais popular tem problemas como ela e que nada é tão perfeito assim. 

Nesse livro conhecemos um pouco da mente de Alice, falar que ela é chata e impulsiva seria totalmente previsível, ela é uma adolescente cheia de conflitos e pensamentos conflituosos que tenta se manter na vida e ser aceita. Ela descobre coisas que fazem ela pensar de forma diferente o modo como conduzir a sua vida.

Ela tem um relacionamento bom com seus pais, apesar deles deixar claro que ela está errada a todo momento, afinal eles são pais, e esse é nosso trabalho, mas fiquei pensando o quanto é ruim punir ao invés de escutar o que nossos filhos tem a dizer, e quanto mais a gente proíbe mais eles vão buscar fazer o errado e proibido. Ela tem um relacionamento com seu irmão mais novo que achei muito bonita, eles não se implicam, ela o ama e sempre quando a um momento eles conversam e o amor entre eles é evidente.

O título do livro faz todo o sentido na história quando o assunto é tentar ser uma pessoa que não é, para poder se enturmar e ser aceita, o autor Francesco detalha cada pensamento e atitudes da personagem de forma simples e sensível, é um período de mudanças e dúvidas que os adolescentes devem passar, ele envolve um toque de drama, humor, romance que deixa a história muito gostosa de se ler. O autor no livro cita um verso muito bonito da nossa escritora brasileira Martha Medeiros, quando avó de Alice da conselhos a ela sobre a vida e de forma tão simples e amável.

"Morre lentamente quem evita uma paixão,
Quem prefere o preto no branco, os pingo nos "is"
A um turbilhão de emoções indomáveis,
Justamente as que fazem brilhar os olhos, as que fazem do bocejo
um sorriso,
As que fazem bater o coração diante do erro e dos sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa,
Quem não arrisca a certeza pela incerteza de seguir um sonho, 
Quem não se permite pelo menos uma vez na vida
Fugir dos conselhos sensatos
Morre lentamente quem não viaja,
Quem nunca lê, quem não ouve música
Quem não acha graça em sim mesmo."
Martha Medeiros

O final é empolgante, da o gancho para o segundo livro Gosto de você ainda assim, é quando ela descobre o amor, espanta seus medos de errar, entende que as coisas não precisam ser tão complicadas, que seus pais só querem o melhor para ela. Ri muito quando ela cita que os pais olham fixamente para os filhos sem razões aparentes, mas adolescentes de plantão que leram essa resenha, não se enganem (risos).

Qual foi o adolescente que nunca mentiu, e qual o pai que fingiu acreditar para saber até onde vai a capacidade dele de achar que pode nos enganar... quem nunca (risos)...





Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥