Resenha "Quase Casados"


Classificação


Informações do Livro
Titulo: Quase Casados
Autor: Jane Costello
Editora: Record
Gênero: Literatura Internacional/Chick-lit romance
ISBN: 9788501091963
Páginas: 417
Livro enviado em parceria pela editora para resenha.


Oi gente tudo bem, a resenha de hoje tem um toque de romance, comédia e drama ingredientes que formam o gênero chick-lit.

Zoe é a nossa personagem, uma mulher comum, sonhadora, trabalhadora e que todos os dias agradecia por ter Jason em sua vida. Juntos eles trabalharam em cada detalhe do casamento, desde inúmeras revistas de noivas, comida, convidados enfim, tudo relacionado para um casamento inesquecível que não aconteceu.

Jason tem um ataque de pânico deixando Zoe no altar, o choque é tanto que ela tem não uma reação imediata, ela parece viver em uma realidade paralela, onde todos pareciam transtornados e ela incapaz de esboçar qualquer sentimento.

Depois de dias, semanas, meses chorando e tentando entender o que ocorreu, ela liga para Jason diversas vezes sem receber qualquer retorno. A complicada depressão a fez engordar e mudar totalmente a sua rotina.
Então ela resolve que a melhor maneira de esquecer tudo o que ocorreu, era começar sua vida longe com um novo desafio, ela resolve deixar Liverpool na Inglaterra e viajar mais de 5.000 quilômetros para os Estados Unidos em Boston.

Ela tinha um emprego fixo muito seguro como diretora de uma escola, e aproveitando essa experiência ela se candidata para uma agência de babás, assim que chega ao seu destino ela conhece a Sra.Jason, ou quer dizer Sr. Jason, passando o mal entendido ela percebe que o desafio será grande.

Ryan Miller é um homem digamos lindo e totalmente desejável, porém alguma coisa nele o deixava intragável sério... Ele era ignorante, mal humorado, insensível, bagunceiro e mulherengo entre outros e no primeiro momento tive vontade de matá-lo. Zoe em um país estranho estava totalmente perdida, e seu novo desafio inclui ainda Ruby de 6 anos e Samuel de 3 anos filhos de Ryan, que vivam na casa em estado de alerta de calamidade pública, falta de higiene, regras entre outras rotinas que uma criança deveria ter.

Bom para não ser tão injusta com Ryan, o que fez dele esse homem das cavernas, foi à morte de sua esposa em um acidente de carro quando Samuel ainda era apenas um bebê, isso deixou um pouco as coisas fora dos eixos, portanto ele tinha um comportamento mulherengo irresponsável negligenciando os filhos que estavam carentes de amor e atenção.

A narrativa em primeira pessoa desse livro é muito gostosa, Jane Costello deixa os diálogos e os pensamentos de Zoe livremente, linguagem simples e cômica. Quando o li o livro me lembrei do filme Sex in the City, quando Carrie Bradshaw é abandonada por Big na porta da igreja sem eira nem beira.Julguem-me, mas eu chorei kkkkk Sou durona, mas quando o assunto é romance a pessoa do signo de virgem é uma eterna apaixonada, mas aviso não pisa no calo kkkk.

No livro vamos ver a batalha de Zoe em conquistar a confiança de Ruby e Samuel crianças fofas que amei no livro, e Ryan o rebelde com causa que faz a vida dela um inferno. Mas ambos não sabem do passado um do outro e com o passar do tempo essa hostilidade vai baixando a guarda dando um rumo diferente aos dois.

Tem momentos em que Zoe pensa em demasia a respeito de Jason, eles conviveram 7 anos juntos para no dia do casamento desistir, deixando uma dor que aos poucos vai minando e fortalecendo ainda mais a sua pessoa. E Ryan tinha medo de amar de novo, literalmente ele desisti de ter uma vida normal, nem mesmo seus filhos desperta nele aquele sentimento de pai. Mas mesmo diante de tudo isso eu adorei esse livro.

Jane Costello é ótima! A personalidade simples e conflituosa de Zoe a deixa divertida de forma cômica, pois ela se mete em situações muito engraçadas que é impossível não rir. É um livro que lida com sentimentos mais profundos de perda, abandono, falta de confiança, onde Jane balanceia inserindo personagens essências nessa trama. 

Digo isso por que achei o comportamento de Ryan horroroso e fiquei tentando imaginar o que Zoe descrevia quando sentia certos sentimentos e desejos por ele, mas depois de que coloquei a cabeça para funcionar e imaginar o ator Chris Hemsworth tudo ficou mais claro... 






6 comentários

  1. Eu adoro livros do estilo chick-lit, são leves, divertidos e nos fazem sempre suspirar. Nunca li nada da autora, mas agora certamente preciso procurar algo dela para ler e aumentar ainda mais minha lista de livros a ler! Hahahaha

    Beijinhos flor
    www.serleitora.com.br
    ericaleme@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa amo esse tipo de livro. Já tinha visto a capa e ficado com vontade de ler agora com a resenha então fiquei com mais vontade ainda. Quero mto ler

    ResponderExcluir
  3. Oie tudo vem agora deu certo hein, já anotei seu e-mail e entro em contato ok! Valendo marcador primeira!

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem, anotei seu e-mail! Valendo marcador segunda!

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã desse gênero de livro, mas ele me pareceu ser muito bom. E sua resenha está excelente!
    nunescamila0@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Amiga contei vc no outro post para os marcadores ok bjkas

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥