Resenha " Ligeiramente Casados"





Classificação


Infiormaçãoes do livro
Título: Ligeiramente Casados
Autor/a: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Internacional/ Romance de Época
Livro enviado para resenha em parceria editora Arqueiro.

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse "Custe o que custar!". Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...

Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página. 


Oi amigos tudo bem, aqui tudo ótimo! Está rolando o Top Comentarista Fevereiro e estou muito feliz com todos os participantes, não esqueçam de informar a participação no post do anuncio, pois através dele saberei quem está participando!

Bem, para quem não sabe eu tenho um apreço pelos romances de época, já tinha lido alguns nos tempos da escola e agora como blogueira já defini minhas autoras favoritas, Julia Quinn que sempre leio quando lança a família Bridgertons, Lisa Kleipas que é um pouco mais picante e agora Mary Balogh com Ligeiramente Casados, eu me referi a essas autoras para associar as leituras que estou fazendo nesse momento, sei que existem outras boas autoras e futuramente quero conhecê-las.

A leitura desse livro foi tão prazeroso que fiquei triste quando chegou ao fim, o casal Eve e Aidan são cativantes, o romance que cerca essa história é desafiador em todos os sentidos, e fez com que me apaixonasse pelos dois personagens.

O drama começa quando o coronel Aidan Bedwyn recebe uma missão de ir até o Solar Ringwood e dar a péssima notícia à Eve sobre o falecimento de seu irmão Capitão Morris, e ainda ter a responsabilidade de ajudá-la no que fosse preciso, como ele mesmo disse antes de morrer " Custe o que custar".

A missão de Aidan era bem complicada na verdade, pois ele descobre que Eve com a morte prematura do irmão, iria perder toda sua herança e mais importante o Solar Ringwood onde ela morava com sua tia, e outras pessoas que ela tinha como sua família, pessoas que foram marginalizadas pela sociedade e que tiveram uma segunda chance sendo leais e amigos de Eve acima de tudo.

Os personagens inseridos nesse núcleo de Ringwoods são bem ecléticos, sua tia Mari com seu sotaque galês passará maior parte da sua vida trabalhando em uma mina de carvão, Thelma era preceptora e tinha um filho ilegítimo e foi contratada por Eve para cuidar da educação de Davy de 7 anos e Becky de 5 anos, órfãos de pai e mãe que passaram por várias situações de rejeição, e um parente em comum deixá-os com ela para cria-los, até Muffin o cachorro fiel que fora maltratado pelo antigo dono e que agora recebia o amor de Eve são todos muitos cativantes.

Sabendo disso Aidam  toma a decisão de propor um casamento de conveniência, para ajudar Eve no testamento onde o pai a obriga a casar para manter herança, tudo friamente calculado, e em menos de 4 dias estavam casados e compartilhando acontecimentos que os unirão da forma mais inusitada.

Me agradou muito a evolução de Aidam na história, sua postura austera e imponente e derrubada pela doçura e ingenuidade de Eve, mas ambos tinham suas próprias vidas e obstáculos para superar, e juntos descobrem que são capazes de fazer isso juntos.

Eve teve uma missão grande também, para ser aceita na vida de Aidam teve que ser moldada, mas nunca se curvou para os desaforos que eram dirigidos a ela, mesmo sendo romântica e cuidadosa com todos, ela tinha uma personalidade forte.

As reviravoltas no livro deixa a história ainda mais interessante, a vida simples de Eve difere com a vida da Elite de Aidam, até seu irmão o duque de Bewcastle que se mostra superior acima de qualquer pessoa, e que ainda exige que Aidam a apresente para sociedade, tem um amadurecimento muito convincente, não tem como não simpatizar com sua rispidez.

Ambos fizeram um casal harmonioso, que acabam se entregando a uma paixão avassaladora, a convivência  mostrou a eles cada defeito e qualidade que definiu de vez essa união.
A ambientação da história é o ponto chave para prender a história, onde a autora insere pequenos acontecimentos, e passeios a monumentos para dar vida ao livro.

Simplesmente esse livro me cativou em todos os sentidos, pela simplicidade da autora, pelos personagens fortes, e claro pela ótima diagramação realizada pela editora Arqueiro.

Participe do Top comentarista fevereiro que tem surpresa para os finalistas!

Bjkas




20 comentários

  1. A premissa do livro é bem comum e clichê, mas aposto no bom desenvolvimento da autora para que o livro fiquei muito interessante. Ótima resenha

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro romances.. logo adoro romances de época também.. eu fico encantada com algumas histórias.. esse eu ainda não li.. mas parece ser bom.. gosto de livros com mulheres fortes.. que sabem se defender e que não levam desaforo pra casa..

    ResponderExcluir
  3. Sabe quando você julga um livro de forma totalmente errada? Essa era eu com o livro em questão. Não que eu pensasse que fosse ruim ou algo do tipo, apenas pensava que era 'só mais um', sabe? Adoro romances históricos e já li uma boa leva deles, então acredito que tu vá entender quando eu disser que muitos deles seguem a mesma premissa - como a velha cartada do casamento por conveniência. Mas ao ler a resenha, mudei completamente de opinião. A personagem parece apresentar uma profundidade maior do que as das mocinhas vistas até então, e eu simplesmente adorei a ideia de trabalhar com personagens considerados páreas da sociedade. Parabéns pela resenha Dani, e posso dizer que você conseguiu acrescentar mais um livro na minha lista de leitura, oops. hahaha

    Att.,
    Eduarda Henker
    Só Mais Um - Blog

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani..
    Gente, esse casal deve ser lindo. Eu comprei este livro ontem, e não vejo a hora de chegar.
    Quero me apaixonar também pelos dois personagens. Adorei saber sua opinião sobre o livro. Espero gostar tanto quanto.


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani

    Adoro romance de época e ainda quero muito ler este livro espero poder ler em breve.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ainnn Dani, este livro é um amorzinho! Eu fiquei apaixonada quando li e adorei o Aidan, mesmo com toda a frieza dele! hahhaa um homem totalmente honrado! hahaha Com certeza entroi na lista dos meus queridinhos <3

    Beijos,
    Joi Cardoso
    http://www.estantediagonal.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Dani,
    Essa história parece ser muito boa, não vejo a hora de poder lê-la e me encantar com o jeito do Aidam haha.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  8. Dani!! Estou em uma fase Romance de Época total!! Depois que eu li Julia Quinn não consegui mais parar e foi um romance de época atrás do outro!! rsss! Comprei Ligeiramente Casados e estou esperando chegar! Fico feliz em saber que você curtiu a história, espero gostar também!!

    Beijos,

    Mari

    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani. O que mais me chama atenção nesse livro é o romance surgir de maneira gradual, não é daquele tipo que olho já apaixonou, é uma coisa mais lenta, mais trabalhada e acho isso muito bom. Tenho muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  10. Ei Dani, eu também sou apaixonada por romances de época, e a Julia Quinn também está
    entre minhas autoras favoritas, junto com Judith McNaught *-*. Ainda não li esse livro, e espero me apaixonar pela escrita da Mary também. A capa é linda demais, rs
    Gosto quando as mocinhas dos históricos são fortes, então acho que vou curtir a Eve.
    Adorei a resenha, e sua empolgação me empolgou também,r s
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Dani,

    Sou louca por romances de época, e estou com muita vontade de ler esse livro. Infelizmente não consegui ler quanto tive a oportunidade, mas ele ainda está na minha listinha de desejados.

    Quero ser cativada como você, eu sei que vou me apaixonar pelo livro, não ligo para os clichês, romance é clichê. O importante é se a narrativa convence e te envolve. Quer ler com certeza.

    Abraços quentinhos!



    Patty Santos

    Blog Coração de Tinta

    ResponderExcluir
  12. Adorei tudo!
    Em geral, eu não gosto de capas de livros com modelos, mas, essa capa é linda.
    Gostei da proposta do livro.
    Adoro romances de época, mas, infelizmente, não tenho tido muitas oportunidades de ler.
    Parece ser um livro muito bonito.
    Fiquei curiosa em saber mais sobre esse casamento.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Já vi esse livro mas ainda não tinha lido nada sobre ele, muito boa a resenha, parece ser um romance daqueles com um bom drama, afinal Eve quase perde tudo e tem que se casar, mesmo que seja de conveniencia, para salvar os bens. Me interessei pelo livro.

    ResponderExcluir
  14. Oi Dani, um livro cativante com certeza, espero que a editora não demore a publicar os próximos volumes.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?

    Eu quero ler esse livro, pois amo
    amo romances históricos, de época. Mas tinha ficado um pouco com receio, pois
    as resenhas não foram tão positivas. Mas vejo que você gostou bastante. Adoro mocinhas que não se submetem aos mocinhos. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi Dani!

    Teve uma época que romances históricos eram os meus queridinhos, rs. Hoje leio poucos, mas ainda gosto, pois o romance é tão emocionante. Ligeiramente Casados tem um enredo ótimo e gostei dos personagens, a história deles é apaixonantes, acho que agora tenho uma boa ideia de onde começar a ler históricos novamente, rs.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  17. Olá Dani,
    Já li algumas resenhas do livro e todoas positivas e a sua não é diferente, é muito bom quando o livro agrada a gente.....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Dani, tudo bem?

    Esse livro tem sido muito bem recomendado, eu gosto quando os romances entre os personagens principais vão evoluindo e não acontece de uma vez e por isso acho que vou gostar muito deste livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi amiga!!


    Eu gosto de romances históricos mas tenho momentos sabe? Tem época que só quero ler isso, mas ultimamente não ando me interessando não... acho que tem tantos lançamentos e tantos comentários sobre o gênero que enjoei por tabela. huahauahuahuahua. Mas vou anotar a dica... se te encantou tanto, com certeza vale a pena. Quando a "onda" voltar, leio! :)


    Beijos!!


    www.escrevarte.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Dani!
    Que bom que curtiu o livro!
    Qualquer dia desses eu vou pegar pra ler algum desses romances de época, só pra saber como é rsrs.

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥