Resenha "A mão que me acariciou primeiro"


Classificação


Informações do livro
Titulo: A mão que me acariciou primeiro
Autor/a: Maggie O´Farrel
Editora: Bertrand
Gênero: Literatura Internacional/Drama e romance
ISBN: 139788528616699
Skoob
Livro enviado para resenha em parceria LJI


A Mão Que Me Acariciou Primeiro - Neste fascinante romance, Maggie O’Farrell nos apresenta a incrível história de duas mulheres separadas no tempo, mas com o mesmo destino marcado pela arte, pela maternidade e por inúmeros segredos. A mão que me acariciou primeiro é uma assombrosa investigação sobre como conduzimos nossas vidas, quem somos de verdade e como podemos estar profundamente conectados pelos mais prosaicos acontecimentos. 



Oi meus amigos tudo bem.
A resenha de hoje é de um livro que escolhi pela capa mais uma vez, tenho essa mania e uma intuição de que o livro vai me surpreender, e ele foi com certeza uma surpresa.


O livro é dividido em duas partes, dois personagens que se encontram inusitadamente em situações muito diferentes. 

Alexandra com apenas 21 anos era uma pessoa que queria mais da vida, personalidade forte e independente contrastava com sua vida vivida com seus pais e seus irmãos, que ela era obrigada a cuidar.

Innes Kent, um jornalista inteligente e persuasivo, que vivia sua vida na bohemia pós-guerra em Londres, em busca de notoriedade. Os destinos se cruzam, quando Innes está na pequena vila onde Alexandra mora, uma conversa cheia de intenções logo de cara sela a vida deles. Um olhar mais profundo naquela menina tão angustiada com a vida, e um olhar para um homem vivido e sedutor. E assim conhecemos profundamente a vida de Lexie.


Alexandra que agora passa a ser Lexie, por uma observação feita por Innes que diz que seu nome não combina com seu jeito diferente e excêntrico, coloca em prática sua decisão de fazer sua vida em Londres, procurar um emprego e um lugar para morar era os maiores desafios. Innes deixa com ela um cartão com seu endereço, com o proposito de um dia voltar a vê-la.


Lexie sai de casa e começa uma nova jornada, ela vai para uma pensão somente para mulheres e se instala com suas poucas coisas e lembranças de sua casa que nunca mais voltará a ver. Começa a  pensar no seu futuro, e começa a viver independente, longe da sua pacata cidade e uma agitada vida em Londres.

Innes foi incapaz de esquecer aquela beleza singular e tão chamativa, ela era diferente de todos que já passaram em sua vida, e com a informação em mãos que Lexie havia dito a ele na primeira vez em que se encontraram, foi o suficiente para reencontrá-la.

Duas pessoas diferentes fortemente conectadas, ela conhece a vida de Innes na Elsewhere a revista que fez de Lexie uma pessoa muito conhecida e respeitada mais tarde, quando ela passa a escrever artigos de grande importância, conhecendo pessoas famosas fazendo assim sua carreira como Jornalista. O romance de Lexie e Innes é profundo e sincero, mesmo passando por situações complicadas como a ex-mulher Glória e sua filha de consideração Margot.

Nessa mesma história um presente começa a ser tecidos pela autora, dois personagens são inseridos e suas vidas reveladas, Ted e Elina, jovens com sonhos e vidas diferentes que se unem e começam uma jornada de conhecimento e muita dúvida. Elina é finlandesa e conhece Ted quando procura um lugar para morar, e assim continuar seus estudos com as artes, na época ele ainda se relacionava com outra pessoa, mas logo depois a atração entre eles é inevitável.

Eles começam uma vida a dois, e logo percebem que a família vai aumentar no final da gravidez Elina passou por momentos difíceis, na qual ao acordar um dias após o parto ela não se lembra de ter tido seu bebê, e passa momentos de extremo esquecimento. Ted é uma pessoa presente, mas também convive com seus próprios lapsos de memória.

A narrativa dessa história intercalando de forma harmoniosa quatro vidas em momentos diferentes, torna o livro vivo, a profundidade de sentimentos colocado em todos os personagens e situações de conquistas e perdas é crível. Maggie tem a maestria de nos contar a vida de quatro pessoas e de como no final elas vão se entrelaçar, revelando-se e surpreendendo o leitor. Um livro maduro, com pessoas praticamente reais, que tomam suas decisões no passado, refletindo diretamente no presente.

O título do livro A mão que me acariciou primeiro denota o carinho que a história demonstra. mesmo com perdas que senti no decorrer do livro, pois cada personagem deste livro tem uma missão definida e presente nesta história. A construção de cada personagem e sua personalidade é trabalhada pela autora de forma definida. O passado e presente caminham harmoniosamente, os conflitos vividos pelos personagens são selados. É uma história que cativa pela sua simplicidade, amadurecimento, e decisões. Um amor que se vai repentinamente, um amor que cresce repentinamente, um ódio que se transforma repentinamente.


Eu precisava muito ler um livro maduro e direto como esse, a leitura foi proveitosa e me surpreendeu. O final é tão inocentemente lindo que deixa de ser triste, grandes revelações farão parte desse livro, que super recomendo a todos vocês.


10 comentários

  1. Oi Dani, ainda não tinha ouvido falar nesse livro e pela sua resenha parece bem interessante.
    Eu tb tenho o costume de comprar livro pela capa, mas acho q esse não seria um. A capa não me agradou muito.
    O q me chamou mais atenção no seu comentário é de q esse livro é maduro. Isso me instigou muito. Talvez pq fuja do q to acostumada a ler... de qualquer forma, sua resenha foi bem sucinta e direta o q me fez ter interesse pelo livro.
    Boa dica!

    ResponderExcluir
  2. Parece ser igual a nos, cada um com uma missão, achei interessante e bem diferente do que costumo ler. Não sabia sobre o livro, mais talvez eu o leia.

    ResponderExcluir
  3. Adorei e dica, mas no momento estou lendo livro com mais aventuras, mas deixarei anotado para quando eu quiser ler um livro maduro. Quanto a capa eu não gostei muito dela

    ResponderExcluir
  4. Achei que a estrutura do livro tem um grande diferencial. A capa não é do tipo que me agrade, nem o gênero. Ao menos parece ser uma obra bem instigante e boa para quem procura algo maduro.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dani
    Já tinha lido uma outra resenha do livro e achei interessante!
    Creio que as histórias de Elina e Ted seriam as que mais me prenderiam. Imagina ter um bebê e não lembrar do parto? Que horrível :S
    A capa é muito bonita, não me admira que você tenha escolhido o livro por ela haha

    ResponderExcluir
  6. Hello!
    Apesar da escolha do livro ter sido pela capa, a mim nao agradou tanto assim, mas ainda bem que vc gostou, Dani! Realmente é mto bom qdo um livro surpreende.
    A estória achei interessante, não saberia dizer oq seria um livro maduro, precisaria ler esse para te entender melhor.
    Gostei de como descreveu os personagens e acho que gostaria de conhecer a estoria como um todo.
    Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  7. Oi!!
    Eu gosto muito de livros que misturam passado e presente entre os personagens, mas esse não me prendeu. Não sei se leria, mas há uma possibilidade. :) Bjoo

    ResponderExcluir
  8. Oi Dani, tudo bem?

    Eu também tenho mania de comprar livros com as capas que acho bonitas ou interessantes, mas nem sempre dou sorte. Eu gostei muito da dica, pois eu não conhecia essa autora e talvez nunca fosse olhar duas vezes para esse livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Maria Cecília Vieira30 de junho de 2015 22:21

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me interessei por ele por ser justamente diferente de tudo o que já li. Personagens maduros quando estou acostumada a ler NA. Me tira da zona de conforto, então já quero.

    ResponderExcluir
  10. Aventuras No Mundo Literário1 de julho de 2015 14:04

    Oi Dani, eu também tenho essa mania de primeiro gostar das capas, na verdade uma boa capa teria que ser sinônimo de um bom livro, massss infelizmente ás vezes não é assim. Esse livro não chamou muito minha atenção, mas pela sua resenha parece uma boa história. Foi uma boa indicação para quem gosta desse tipo de leitura.
    Bjão!!!

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥