Resenha "Cidades de Papel"

Cidades de Papel


Classificação

Informações do livro
Titulo: Cidades de Papel
Autor/a: John Green
Editora:Intrínseca
Gênero: Romance
Resenhado por Flavia Gonçalves.


Cidades de Papel - Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.
Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia


Oi gente, tudo bem? Hoje vou falar de um livro que tem sido bem comentado, o motivo? A estreia da adaptação para o cinema e a vinda do autor para o Brasil para a divulgação do longa só atiçou mais o povo! =)
Eu já havia lido A Culpa é das Estrelas e nem preciso dizer que amei não é? Então fiquei um pouco entusiasmada de mais com a leitura desse, mas depois que comprei eu meio que deixei ele dando uma mofadinha na estante, mas depois resolvi dar uma chance pra ele no meu coração e o resultado vocês ficam sabendo no final da resenha!

O livro nos conta a estória de Quentin um menino que está no último ano do colegial, e nutre desde a sua infância uma paixão platônica pela Margo a menina mais popular da escola. Eles são vizinhos e costumavam ser amigos na infância, mas com o tempo acabaram se afastando.  Uma certa noite ela aparece em seu quarto e o convida para uma "aventura" diferente, na verdade para executar um plano de vingança, e passam por vários lugares cumprindo esta missão no mínimo intrigante.

Bom, a noite acaba e o nosso querido Quentin acha que no outro dia tudo vai ser diferente, pois a Margo vai acabar falando com ele na escola e eles voltarão a serem amigos e quem sabe rola algo mais? Afinal de contas ele nutre uma paixão platônica por ela lembram? Mas isso não acontece, pois a Margo misteriosamente some, e acaba deixando várias pistas para ele sobre o seu possível paradeiro.

Quentin chega na escola todo animado contando para seus amigos que são uma figura todo lance que aconteceu, só que aí ele percebe que a menina não irá para aula, e quando chega em casa descobre que ela desapareceu. Ele e seus amigos figurões vão embarcar em uma busca para desvendar o paradeiro dela.

Ao desenrolar da leitura você vai se divertir muito, você vai perceber que o personagem principal como em todos os livros do John é um nerd, e seus amigos são bem construídos e divertidos. O Ben é o mais piradão do trio, ao desenrolar da leitura damos muitas risadas com as sacadas deste personagem, Radar já é mais "centrado" para começar ele é de uma família que possui o record mundial de coleção de papais noéis negros, isso meio que o traumatiza.

Bom além de toda diversão que temos no livro, vamos ter também muitas metáforas para refletir, o autor consegue de maneira fantástica consegue nos fazer pensar sobre a juventude de hoje em dia, por trás de todo enredo leve e divertido Jhon Green nos faz refletir sobre nossas escolhas, sobre o que tem além daquilo que mostramos para os outros, o que de fato nós somos, esta crítica é muito bem inserida, só tenho a dizer que o cara é o cara! =))

Concluo esta resenha dizendo que o livro Cidades de Papel é incrível, apesar de terem certos momentos onde a leitura pode dar uma travada o livro é fantástico, é só dar aquela persistida que você vai se surpreender com tudo o que o autor tem pra te passar. Vale ressaltar que  este livro não tem como ser comparado com A Culpa é das Estrelas, pois todo enredo é diferente, cada um é fantástico em seu modo, e que vocês precisam ler esta obra o quanto antes. A minha dica é leiam o livro antes de assistir ao filme.
Bom, espero que vocês tenham gostado, até a próxima e um grande beijo!


PS: Não se esqueçam de comentar! ;)



8 comentários

  1. Oi Flávia..
    Eu só li A culpa é das estrelas até hoje e gostei da narrativa do autor. Este eu ainda não li, mas acho que vou acabar vendo o filme, vou tentar resistir, mas vai ser difícil.
    É bem a cara do John Green fazer algumas metáforas, e acho que é isso que torna os livros dele tão agradáveis. Bom saber que também tem uma dose de divertimento. Espero um dia ler.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O único livro do John Green q li foi A culpa é das estrelas e eu tb amei!!! Aliás, ainda não conversei com ninguem q tenha lido e nao tenha gostado... rsrsrsr
    Ouço falar bem de todos os livros do John, mas não sei pq só li um até agora. Comprei há pouco tempo O Teorema Katherine mas está ainda no final da minha lista para serem lidos... rsrsr
    Esse filme tá sendo bem comentado né? Mas como eu geralmente gosto de ler antes de ver o filme, acredito q vai demorar pra eu ver tb... rsrsrr Confesso q vi o trailer e não me empolguei muito não. Vamos ver se o livro vai tirar essa impressão ruim...

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto bastante dos livros do John green, principalmente quem e você, Alasca? Recomendo muito
    Ate agora não vi ainda o filme, mas quero ir. os-jovens-leitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Flávia!

    Já li todos os livros do John Green e o que eu menos gostei foi cidade de papel. Não sei o que aconteceu, acho que eu não estava muito no clima. Achei a Margo muito insuportável e achei o Quentin mimizento demais atrás dela. O Ben, além de mais piradão, é o melhor de todos os personagens do livro, salva a história inteira. HAUEHAUEHAUEHAE

    Mesmo não tendo gostado muito do livro, acho que o filme deve estar incrível. Ainda não pude assistir. :(

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Katia Costa Schwanke (katiaeli25 de julho de 2015 22:45

    O unico livro que li até hj do John foi ACD, mas me apaixonei de imediato pela escrita dele, mesmo, achando um pouco adolescente. Ja li resenhas positivas e negativas de Cidades de PApel e é bom saber que o livro tem momentos engraçados. Acho que romances com personagens nerds estao em alta, nao é? rss

    ResponderExcluir
  6. li cidades de papel e adorei, mais um livro maravilhoso do John Green, quando tava lendo o livro fiquei imaginando como seria se toda aquela aventura que tem no livro virasse filme.

    ResponderExcluir
  7. Acredita que ainda não li nenhum livro do autor?
    Apesar de sempre ler e ouvir ótimos comentários sobre seus livros não adquiri nenhum.
    Mas ainda vou ler... Ai,meu bolso! :)

    ResponderExcluir
  8. Tentei ler Cidades de Papel, mas não deu. Até onde consegui ir, a leitura estava chata, arrastada. Hj fui assistir ao filme e me diverti muito. E realmente acho q o filme é melhor que o livro, Mas resumiram muito as falas do Radar pro Q, que pra mim é a melhor fala do livro.

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥