Resenha "É Melhor Não Saber"



Classificação
Informações do livro
Titulo: É Melhor Não Saber
Autor/a: Chevy Stevens
Editora: Arqueiro
Gênero: Policial
Skoob
Livro resenhado por Flavia Gonçalves.

É Melhor Não Saber - Sara Gallagher nunca sentiu que pertencesse de verdade à sua família de criação. Embora sua mãe seja amorosa e gentil e ela se dê bem com sua irmã Lauren, a relação com o pai e a irmã caçula, Melanie, sempre foi complicada.Às vésperas de se casar, Sara decide que está pronta para investigar o passado e descobrir suas origens. Mas a verdade é muito mais aterrorizante do que ela poderia imaginar. Sara é fruto de um estupro, filha do Assassino do Acampamento, um famoso serial killer.Toda a sua paz acaba quando essa história é divulgada na internet e o pai que ela anteriormente queria conhecer resolve entrar em sua vida de forma avassaladora. Eufórico com a descoberta de que tem uma filha, John vê nela sua única chance de redenção. E, para criar um vínculo com Sara, ele está disposto a tudo, até a voltar a matar.Ao mesmo tempo, a polícia acredita que essa é sua única chance de prender o assassino e resolve usá-la como isca. Então Sara se vê numa caçada alucinante, lutando para preservar sua vida e a de sua filha.É melhor não saber é um complexo retrato de uma mulher tentando entender suas origens. Uma história cheia de reviravoltas, na qual ninguém é completamente bom ou mau.

Se você leu essa sinopse já viu o que me atraiu neste livro não é mesmo? Bom, eu sempre gosto de falar um pouco de como eu cheguei até o livro, acho que é legal saber a história que tenho com ele, que ele não veio por acaso. Frescura? Talvez seja, mas vamos lá!
Conheci este livro quando estava em um passeio no shopping como outro qualquer, e como o de costume entro nas Lojas Americanas e me deparo com uma promoção com os livros da Arqueiro e Sextante todos saindo por R$ 10,00, e o meu lado consumista não pode sair de lá sem um livrinho dele, é lóoogico!

O que mais me chamou atenção volto a dizer foi a sinopse, eu não leio muitos livros do gênero policial, não sei bem o motivo já que adoro a série Hawaii Five-0 (pretendo fazer um post sobre ela aqui) que é uma série policial, mas como ando querendo expandir os gêneros das minhas leituras resolvi dar uma chance a ele.

Eu costumo fazer um resumo do livro,mas sinto que se o fizer posso cometer dois erros um ser redundante e outro posso acabar dando spoilers, portanto vou direto a minha análise da leitura.
O livro é narrado em primeira pessoa, em forma de carta, mas é uma narrativa bem diferente do que eu já tinha lido, pois apesar da Sara estar escrevendo uma carta para sua terapeuta, ela insere nesta carta uma descrição completa da situação, a sua reação conforme as situações vão se desenrolando e também os diálogos é  como se ela não estivesse narrando a cena para uma outra pessoa, é como se a cena estivesse acontecendo de fato ou tivesse passando em sua memória como um flash-back.

Uma das coisas que mais me chamaram a atenção é o fato da personagem principal sempre buscar semelhanças entre o seu comportamento e o comportamento do seu pai biológico, o mais interessante é como essas duas pessoas lidam com este comportamento, é uma coisa que ficava martelando na minha cabeça durante a leitura do livro. O problema não é a questão em si, mas sim como lidamos com este problema.

Este livro ele também trata do limite que nós nos dispomos a romper para poder resolver algo que está nos incomodando, você irá se deparar com esta situação o tempo todo, e isso vai fazer com que o leitor trace mil idéias durante a sua leitura. Outro fator que achei bem interessante é que todos temos algum traço de bondade em nós, mesmo as pessoas mais cruéis, assim como todos temos algo mau dento de nós mesmo as pessoas mais boazinhas, resta saber qual lado vamos alimentar, ou em qual situação teremos que enfrentar, isso com toda certeza será o fator determinante!

O livro não é uma leitura fácil na minha opinião, é uma leitura pesada que me deixou meio pensativa quando terminei, sabe aquele sentimento de OMG acompanhado com a carinha de espanto do Whatsapp, mas com certeza foi uma leitura muito boa, eu consegui ler bem rápido, e apesar de tudo foi uma leitura muito boa, me rendeu horas pensando e me ensinou um pouquinho.
Acredito que se você gosta de livros do gênero policial você pode apostar nesta leitura, acho que será uma excelente alternativa!

Espero que vocês tenham gostado da resenha, não deixem de comentar (é sério como se diz aqui no Pará de rocha mano é muito importante mesmo) e se vocês tiverem um livro neste gênero bem legal para indicarem estou a disposição de vocês! Um grande beijo e até sábado que vem!

10 comentários

  1. Oi Flávia!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei curiosa, mesmo que eu não seja uma grande leitora de livros policiais... A história parece ser muito interessante e eu gosto de personagens que não são inteiramente bons ou maus.
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hay!!
    Então, nunca tinha visto este livro antes..kkk
    Em relação a gênero policial nunca li nenhum livro,apesar de que tenho um na minha estante,sempre que pego-o com a intenção de ler,mas trava a vontade,não sei,mas um dia eu o lerei (Esconda-se,da Lisa Gardner).
    Achei interessante sim a história,mas como você falou é uma história um pouco pesada,então acho que um dia talvez..kkk
    Bjos *--*

    ResponderExcluir
  3. Esse titulo está perfeito para o livro. Eu já amo suspense policial, desses cheio de complicações e reviravoltas, parece que nada vai dar certo, mas que com um milagre a coisa anda..hehe.
    A sinopse está perfeita, deixa o leitor louco de curiosidade e não entrega muita coisa. A protagonista teve um azar danado, bem qdo decide buscar as suas raízes,
    descobre que o pai é um mostro e ainda por cima quer ficar perto dela, pior impossível
    ou tem ne?! Hehe
    O livro realmente me deixou curiosa com tudo, adorei a dica do blog!

    ResponderExcluir
  4. Assim como você eu não leio tantos livros policiais.. e eu nem sei explicar o motivo já que sempre que eu leio depois eu fico me questionando se não deveria fazer isso mais vezes... eu amo romances e acredito que devido a isso acabo lendo um pouco mais do que outros generos..
    Eu li a resenha antes da sinopse então.. confesso que não entendi quase nada. kkk mas agora estou aqui pensando se leio a sinopse ou se leio o livro e me surpreendo..

    ResponderExcluir
  5. Oi Flávia..
    Eu gosto de livro policiais, e nem todos tem uma leitura fácil. Depende muito do livro.
    Não me recordo de ter visto resenhas desse, mas gostei de saber sua opinião.
    Eu acho que não ia resistir a essa promoção da Arqueiro também rs
    Gostei da resenha direta.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Mas, gente (O_o)
    Não conhecia o livro ou a autora, mas adorei a sinopse logo de cara. Sou uma pessoa extremamente medrosa e impressionável, tento evitar ao máximo thrillers psicológicos tanto em livros quanto em filmes, mas há aqueles livros que te pegam pelo pé e esse foi um deles.
    Tbm acredito na máxima de que não há alguém 100% bonzinho ou mau e que todos somos capazes de gestos bons ou ruins.
    Adorei a resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Oi! Também gosto de livros do gênero policial, mas também não leio muitos. Uma sinopse dessa chama a atenção de qualquer um. Eu fiquei muito curiosa com essa perseguição que ela vai sofrer, acho que um pai desse é melhor não saber que tem mesmo, rsrs. Ser fruto de um estupro já é algo que mexe com a cabeça imagine ter um psicopata correndo atrás de você e disposto a matar qualquer um! É assustador e quero muito ler.

    ResponderExcluir
  8. Caraca!!!!
    Comprei também esse livro por 10 reais,nas Lojas Americanas.
    Não o li ainda,mas será o próximo que lerei.
    Sou fascinada por livros piliciais ou que tenham um mistério a ser desvendado.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não conhecia esse livro Flávia, e olha q eu tb to sempre visitando a Lojas Americanas...kkkkkk Inclusive, esse mês eu comprei um q eu simplesmente adorei!!! Como falar com um viúvo. Emocionante e bem humorado. Muito bom!!! E foi apenas, R$4,90. Melhor ainda né? rsrsrsr
    Então, adorei essa sinopse, Me deixou realmente bem curiosa, e eu adoro um enredo policial... Vou procurar esse livro na minha próxima visita... kkkk
    Ótima dica!!!

    ResponderExcluir
  10. adorei conhecer o livro, atualmente dei um tempo nos meus queridinhos livro de romances e agora quero ler temas como esse, gostei da resenha e do livro que parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥