Resenha "Puros"

Puros



Classificação
Informações do livro
Titulo: Puros
Autor/a: Julianna Baggott
Editora: Intrínseca 
Gênero: Distopia

Puros - Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido  como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse. Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. 

Oi amores, tudo bem?
Dizem por aí que recordar é viver... Você concorda?
É me baseando nesta frase que hoje venho indicar para vocês um livro que não é lançamento, mas que é uma leitura incrível para os amantes de distopia como eu. Como já falei o livro Puros não é lançamento, foi publicado no ano de 2012 pela editora Intrínseca e foi escrito pela americana Julianna Baggott.

Essa distopia retrata a Terra (ou o que sobrou dela) após uma guerra nuclear. Ela nos traz duas realidades, a das pessoas que foram selecionadas para entrar no domo os chamados puros e os que foram excluídos e sofreram todos os efeitos das explosões, os chamados miseráveis.

Os sobreviventes de fora do domo, sofreram consequências terríveis após as explosões, todos se fundiram com algo, ou alguém, que estavam próximos a eles na hora da grande explosão e ficaram com cicatrizes e mutações terríveis, a realidade é dura, literalmente miserável, onde voltam a velha prática das trocas para sobreviverem, a água potável é rara, o céu limpo (sem cinzas e fumaças) é praticamente impossível de se encontrar, o alimento sem contaminação é escasso, e para completar, temos a OBR , uma espécie de milícia que pega os jovens quando completam os seus dezesseis anos, para servirem (sempre de forma obrigatória), fazendo covardias e atrocidades.

É nesse cenário que vive Préssia, uma menina prestes a completar 16, que mora com seu avô onde um dia tinha sido uma barbearia, dorme em um armário e tem uma cabeça de boneca fundida em uma de suas mãos. Ela tem fascinação pelo antes das explosões, acredita que o domo um dia voltará para salvá-los e tem tudo isso questionado quando participa de uma reunião clandestina.

Temos também Pratidge, um garoto puro que vive no domo, filho do líder dessa “comunidade”, e tem uma péssima relação com seu pai, parece não se encaixar naquele ambiente. Ele perdeu sua mãe nas explosões, e por último (não vou falar muito para não contar nada importante) tenta se agarrar as lembranças da sua vida antes das explosões.

A história é incrível, pois podemos ver a perspectiva de pessoas diferentes e em diferentes circunstâncias, a autora não nos joga apenas um enredo pós apocalíptico, ela nos faz entender um pouco do antes, e nos mostra como chegamos ao estado de destruição que a terra se encontra atualmente.

A história é brutal, é revoltante em muitos momentos, mas você não consegue parar de ler pois ela também é muito intrigante, os personagens são muito bem escritos, não é uma leitura leve, mas é uma leitura maravilhosa.
Se você busca um livro fofinho, cheio de coisas lindas, com certeza esse não é o livro para você, mas se você busca uma estória com fortes emoções, esse livro é o ideal. A beleza dos personagens está nas marcas que eles carregam, suas cicatrizes, e seus jeitos encantadores.

Agora vou falar um pouquinho da parte física do livro, a editora caprichou de mais na capa, uma capa que realmente traduz o que o livro vai falar com cores obscuras e uma certa delicadeza, sem dúvidas é uma das capas mais bonitas que eu tenho na minha estante, no miolo do livro temos uma letra não tão confortável, mas que você lê sem maiores dificuldades, não encontrei nenhum erro de português ou tradução, o que é muito legal, pois ninguém merece comprar um livro que não tiveram o cuidado com a revisão não é mesmo?

Bom, é isso galerinha! Espero que vocês tenham gostado da resenha de Puros, vale ressaltar que é uma trilogia, mas a continuação ainda está sem data prevista para a publicação, então leiam o livro, amem o livro e vamos juntos da aquela sacolejada na editora para publicarem logo a continuação!

Deixem o comentário de vocês, se vocês curtiram esta ideia de dar uma relembrada em alguns livros que não são lançamento, mas que valem super apena ler é só me contar!

Um grande beijo e até a semana que vem!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥