Resenha "A primeira chance"


Classificação




Informações do livro
Titulo: A primeira chance
Autor/a: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Internacional/Romance
Livro enviado para resenha em parceria editora Arqueiro.


Quando o pai roqueiro de Harlow Manning sai em turnê, ele a envia para Rosemary Beach, na Flórida, para viver com sua meia-irmã Nan. O problema: Nan a odeia. Harlow tem que manter a cabeça para baixo, se ela quer passar os próximos nove meses em paz. Isso parecia ser fácil... Até que o lindo Grant Carter sai do quarto de Nan.
Grant cometeu um grande erro em se envolver com uma garota com veneno nas veias. Ele sabia sobre a reputação de Nan, mas ainda sim não conseguiu resistir a ela. Nada faz ele se arrepender da aventura mais do que seu encontro com Harlow, que o deixa com o pulso acelerado. No entanto, Harlow não quer ter nada a ver com um cara que poderia se apaixonar por sua meia-irmã malvada. Mesmo não existindo amarras entre Grant e Nan.
Grant está desesperado para se redimir aos olhos de Harlow, mas ele arruinou suas chances com ela antes mesmo de conhecê-la...

Oi amigos!

Abbi Glines, traz mais um casal em A primeira Chance, Harlow filha do astro do rock Kiro vocalista da banda Slacker Demon, que tem uma personalidade fechada e “inocente” e infelizmente tem como meia irmã a maluca dispirocada da Nan. O que mais complica essa convivência, é que Harlow é a querida de Kiro, sempre tratada com carinho e atenção, enquanto Nan tem o dom de fazer todos a sua volta odiá-la.

Ao começar a leitura desse livro Harlow detalha todos os acontecimentos desde conheceu Grant no casamento de Rush, e fiquei muito incomodada com os flashbakcs descritos nos livros (três meses depois, três meses antes, dias de hoje) e por ai vai. Achei desnecessário...


Quando Grant Carter entra na jogada a relação de Harlow e Nan se torna mais ainda insuportável, sempre acostumada a ser o centro das atenções ela percebe que perde mais uma pessoa que depois de Rush era o único que corria atrás dela quando acontecia alguma coisa, e isso acontecia constantemente, até Grant de envolver sexualmente com Nan, e ser dominado pela sua personalidade mesquinha.

Mas o jeito misterioso da Harlow foi o bastante para instigar o desejo de Grant, e o ódio de Nan, assim está formado o triangulo amoroso mais xexé de Rosemary Beach. Eu tinha uma expectativa diferente para esse casal, que tinham uma personalidade bem trabalhada nos livros anteriores, Grant é um cara legal apesar do seu lado pegador ele cuida das pessoas e se preocupa, tem Rush como seu irmão mesmo depois da separação de seus pais, e Harlow uma pessoa madura e mais direta, que foi criada pela avó e tinha toda atenção de Kiro apesar da sua vida inconsequente de astro de rock.



Esse livro tinha que ter como título drama sem limites, por que foi o que me deixou insatisfeita na criação do enredo desses personagens, fiquei me questionando se isso iria até o fim... E foi minha gente. Grant se mostra totalmente imaturo, se quem já leu e disse não gostar de Rush, Grant tem pós-graduação em fazer babaquices e Harlow o dom de aceitar tudo muito fácil, considerando a idade dela 20 anos, achei imatura demais nas atitudes, e em outras mostraram ela super. expert após a sua primeira vez. (Desculpe não me convenceu)

Kiro é um personagem que vai aparecer muito no decorrer do livro, revelando coisas que jamais esperava acontecer, ele faz do tipo durão, pegador, mas algo em seu passado abala todos os seus sentimentos, portanto todos os seus excessos é uma camuflagem para suas faltas.

Eu gosto da série Rosemary Beach, por que Abbi Glines, tem uma narrativa jovial e dinâmica, é aquele livro que você lê em apenas em um dia, pois ela não se prolonga nas descrições dos fatos e vai direto ao ponto. Mas Harlow e Grant, não me convenceram como casal, pode ser que ela fez isso para propositalmente para dar um gancho e uma reviravolta no segundo livro.

Nan continua uma pessoa desprovida de qualquer bom senso, nesse livro acontecem coisas que podia ter caminhado para algo diferente, para assim dar um diferencial ao livro. No meio da briga do triangulo amoroso, Abbi faz grandes revelações, essa parte achei interessante e foi o que equilibrou o livro até o final. 

Falando abertamente sobre esse livro esse de todos foi o mais ou menos. Eu ainda quero muito ler os demais livros da série para tentar entender qual é a finalidade de cada personagem que Abbi cria com tantos traumas e problemas. O que salvou várias partes do livro foi a interação de Blair e Rush com o filho bebe Nate, percebe-se que eles mudaram muito desde o último livro, e se tornam mais responsáveis.

Mas como sou Brasileira e não desisto nunca, eu tenho expectativas que o próximo livro possa surpreender, saber o que de fato Nan quer com todo esse comportamento maluco e inconsequente. E claro o amadurecimento de Harlow e Grant, por favor!


Próximo livro






Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥