Resenha "A Corte de Espinhos e Rosas"





Classificação


Informações do livro
Titulo: Corte de Espinhos e Rosas
Autor/a: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia
Skoob


Em Corte de Espinhos e Rosas, um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance.
Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. 
Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Oi, tudo bem?
Hoje venho trazer uma resenha super especial por dois motivos, o primeiro é que eu ganhei este livro de presente da Dani de um amigo oculto que participamos no final do ano passado e o segundo motivo é que esta é uma autora super especial para mim já que eu não era muito fã do gênero de fantasia e ela me mostrou com sua série Trono de Vidro que fantasia é sim muito legal.

Não me prolongando nesta introdução quero dizer aos navegantes que este livro é uma releitura do conto da Bela e a Fera, assim como Trono de Vidro também foi inspirado em um conto de fadas, no caso o da Cinderela, e isso não me deixou com medo já que funcionou tão bem na série de trono que confesso que fiquei mais animada com a leitura.

Neste livro conhecemos Feyre uma menina de dezenove anos que passa parte dos seus dias na floresta caçando para poder sustentar seu pai e suas duas irmãs, por conta de uma promessa feita no passado a sua mãe que ela ajudaria a sustentar sua família caso precisasse, e mesmo entre os humanos uma promessa era algo muito importante. O mundo que Feyre conhecia era dividido por uma enorme muralha que dividia as terras dos mortais das terras dos feéricos, seres frios, imortais e com imenso poder, e o pior que odiavam os humanos.

Em uma das suas caçadas no meio da floresta e em pleno inverno ela se depara com um enorme lobo, e mesmo sabendo que ele poderia ser um feérico ela decide matá-lo para poder se manter a salvo, mas o que ela não sabia era que a morte deste lobo lhe custaria ir como prisioneira a terra além da muralha e que lá ela viveria coisas inimagináveis para uma mera morta.

Somos lançados neste livro em um reino mágico repleto de segredos e intrigas, e o melhor de tudo e que os personagens secundários são incríveis o que dizer do Lucius e seu humor ácido? ele é apenas um dos personagens fantásticos que a Sarah criou.

No quesito personagens principais a Feyre é uma mocinha que tem o seu valor, entrar na floresta para apenas cumprir uma promessa é algo muito corajoso na minha opinião se formos levar em consideração a sua família então nem se fala. Mas o que eu mais gostei é que conforme ela foi para a corte primaveril percebemos que ela vai aos poucos saber o que é viver, e esse processo não é feito de uma hora pra outra, mas ela descobre nas pequenas coisas a alegria de sorrir, e o amor.

Já  Tamlin,, tem um temperamento difícil mas ao mesmo tempo tenta ser agradável, a sua corte foi afetada por uma "praga" que fez com que todos ficassem fadados a usar uma máscara cobrindo assi, as suas reais feições, mas se mostra um cavalheiro e um companheiro fiel aos seus amigos e a todos os seus súditos, conforme a leitura avança temos uma noção de quem realmente este senhor gão-feérico é.

Uma coisa que me  fez gostar ainda mais do livro é que o romance vai sendo construído, não é aquela questão de amor a primeira vista irritante que tem se tornado comum nos livros de romance hoje em dia, é algo que vai surgindo conforme a convivência dos dois. E ver que o lugar para onde a personagem principal não é perfeito, mas sim um lugar onde todo o cuidado é pouco e onde ninguém é confiável dá aquela tensão básica quando vamos sendo apresentados a novos personagens.

Com uma narrativa fluida, e personagens bem inscritos Sarah J Maas conseguiu fazer mais uma vez uma releitura fantástica de mais um conto que permeou a minha infância. Com sua Bela nada tradicional me conquistou mais uma vez. Não preciso dizer que amei a história, preciso? Recomendo para todos este livro principalmente por seu final bem emocionante e não vejo a hora de poder ler a sua continuação (sim, terá continuação e eu não pensava que ficaria tão animada para poder ler).

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado e não se esqueçam de deixarem os seus comentários, se você já leu me fale o que achou!
Um grande beijo e até a próxima! 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥