Resenha "Holy Cow"


Classificação



Informações do livro
Titulo: Holy Cow
Subtítulo: Uma Fábula Animal
Autor/a: David Duchovny
Editora: Record
Gênero: Literatura Internacional/Humor Comédia
Livro enviado para resenha em parceria editora Record.


Uma aventura irreverente e itinerante com muita personalidade, e uma heroína quadrúpede que você não vai esquecer tão cedo.
Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente.
Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa.



 Percebe-se pela capa que a leitura desse livro tem tudo para ser descontraída e divertida. A história inusitada narrada pela própria vaca Elsie parece à primeira vista algo bobo, mas a narrativa despretensiosa e cheia de humor deixa esse livro hilário e arranca boas risadas.

Elsie é uma vaca, isso mesmo, mas ela é diferente dos que a rodeiam na fazenda onde ela mora, seus pensamentos vão além da simples convivência bovina e a rotina dos seus donos na fazenda, de personalidade forte e marrenta da um toque estiloso na personagem. Sua nova percepção dos humanos chama a sua atenção no dia a dia, até mesmo na forma como ela é ordenhada.

Mas o menos improvável acontece quando ela resolve bolar um plano de fuga, após ver na casa dos humanos a televisão carinhosamente chamada por ela de Deus Caixa, onde ela mesmo descreve os donos da fazendo como hipnotizados pela caixa. Os horrores que ela foi obrigada a ver a deixa em choque e tudo que ela tinha como certo e definitivo muda totalmente o seu modo de pensar, até sobre sua mãe que ela pensava que a havia abandona toma outra proporção.



"E não gostamos de quando vocês, pessoas acham que uma mulher é gorda e chamam a coitada de vaca. E os porcos não ficam muito satisfeitos com toda essa história de "espirito de porco", e as galinhas também ficam chateadas com o xingamento de "sua galinha" (o que bem lá no fundo me dá uma certa satisfação, por que os galináceos são o maior pé no saco que Deus já criou)"

Diante desse novo panorama na fazendo ela resolve fugir e ir para Índia onde as vacas eram consideradas sagradas, o que ela não esperava era que o Jerry o porco que sempre a encarava ia se pôr em seu caminho e mostrar interesse de seguir com ela nessa jornada. Como não se bastasse uma vaca e um porco em uma empreitada nada convencional, entra Tom um peru amedrontado raquítico que morria de medo do dia de ação de graças chegar. Todos eles tinham um medo em comum, em cair na cadeia alimentar e ver suas vidas subtraídas com tanta simplicidade e crueldade.



Contada de forma irreverente o leitor é transportado para uma aventura animal de tirar o fôlego de tanto rir, Elsie, Jerry e Tom são criaturas com humor sarcástico e inteligente, os diálogos recheados de humor e o excesso de drama dos personagens é uma combinação excelente.

O livro levanta questões de países em conflito e diferentes religiões, pessoas e costumes, Elsie narra como as pessoas são desumanas e muitas vezes não sabe o que realmente quer, essa parte reflexiva do livro é colocada de forma inusitada mostrando fatos a partir do momento que eles vão em busca de seus destinos.

O livro ainda conta com algumas ilustrações da empreitada animal, e a diagramação é excelente, todo o livro tem um toque especial, desde a capa, interior do livro, com capítulos com títulos espirituosos e uma narrativa cativante da nossa protagonista Elsie.



Recomendo a todos a embarcarem nessa aventura, essa fábula apesar de divertida nos faz refletir, eu adoro conhecer livros diferentes com leituras descontraída. E para deixar ainda mais atraente o ator e autor David Duchovny nos surpreende com sua ousadia nesse livro instigante.





David Duchovny é ator, roteirista, diretor, escritor, compositor e cantor. Ele é mais conhecido por seu papel como agente Fox Mulder no seriado de tv Arquivo X e como o escritor Hank Moody na série Californication, ambas atuações premiadas como o Globo de Ouro. Ele é bacharel em Literatura Inglesa pela Universidade de Princeton e mestre em Literatura Inglesa pela Universidade de Yale.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥