Resenha "Entre o agora e o nunca"


Classificação



Informações do livro
Titulo: Entre o agora e o nunca
Autor/a: J. A. Redmerski
Editora: Suma de letras
Gênero: Literatura Internacional/Romance e Drama
Livro meta de leitura 2016

Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino.
Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois.
Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

Por que demorei tanto para ler esse livro, a autora Jéssica Redmerski me conquistou em todos os aspectos, uma história boa e personagens inesquecíveis.

Camryn Bennet é uma jovem de 20 anos que resolveu ser testada pelo destino, sua vida está uma tremenda incógnita, primeiro seus pais se separam, seu pai trai sua mãe e abandona a família, sua mãe começa a agir diferente do que ela estava acostumada. Seu irmão Cole está preso depois de matar uma pessoa em um acidente de carro, e seu primeiro amor Ian morre em um acidente de carro. Vamos parar por aqui? Não tem mais, sua melhor amiga Natalie briga com ela feio ao saber que seu namorado está apaixonado por Camryn. Pronto agora sim terminou o teste do destino com essa personagem, realmente a autora pegou pesado com Cam.



Tudo isso bastou para que ela surtasse e partisse para uma viagem com destino a Idaho. Levando somente o necessário para essa viagem que ela mesma sabia que não tinha o menor futuro. É aí que o destino testa novamente Cam, colocando em seu caminho Andrew Parrish um cara lindo, com um gosto peculiar com rocks clássicos, tatuado e muito divertido. Motivo da viagem dele era visitar seu pai no hospital que tinha o diagnóstico de câncer em estado terminal.



Até aqui parece que um pouco clichê essa história, mas digo a vocês que a autora foi muito bem-sucedida ao fazer o leitor a viajar de carro junto com esses dois personagens super cativantes. Camryn e Andrew decidem que viajar por aí sem destino, faria bem a tudo que ambos estavam passando, e diante dessa aproximação improvável eles vão se conhecendo, curtindo a presença um do outro, e criando uma afeição muito forte. Ele conta sobre sua vida, e sua família, de como é difícil para ele ver o pai morrer, e ela conta de como sua vida virou de ponta cabeça assim que ela se sente segura e juntos vão descobrir uma linda história de amor.



Esse livro me conquistou em todos os sentidos, fugindo de personagens estereótipos, mostrando Camryn com uma personalidade forte, atrevida e descontraída, nada de mocinha virgem inocente perdida na vida. E Andrew com certeza é o tipo de personagem que rouba a cena da história, ele com seu jeito irreverente, engraçado e debochado ganha destaque na história, deixando a leitura ritmada divertida e agradável, um personagem que apesar do seu estilo badboy, pode ser totalmente piegas e romântico demonstrando isso na sua tatuagem de Eurydice e a história de Orpheus.

O pano de fundo que a autora escolheu para esses dois personagens acertou em cheio para o perfil desses dois personagens, pegar a estrada sem destino, pernoitando em hotéis, permitindo-se viajar sem destino, sem obrigação e curtindo o momento. A sonoridade também é presente no livro, bandas citadas como Led Zeppelin, Alice in Chains, Roling Stones, Egles, Kansas que são minhas bandas preferidas deixou o livro ainda mais convidativo.



Mas Andrew tem um grande segredo, o que impede que ele fique com Cam, e a todo o momento ele pensa que sua atitude em pegar a estrada pode ter sido um erro impulsivo, e que sua aproximação com Cam pode prejudica-la. É nesse momento que a autora coloca uma dose de drama extra, para deixar o leitor as lágrimas.

Outro fator determinante para a narrativa, é que diferente de livros do gênero hot, esse livro é extremamente sensual, mas de um jeito totalmente diferente. Ele foge da linha dos livros onde os personagens se conhecem se apaixonam em três minutos e sai por aí transando loucamente dizendo uma porrada de palavrões vulgares e desnecessários, apesar dos personagens serem bocas sujas (não sou santa por que também sou) a autora foi inteligente ao conduzir o relacionamento dos dois, revelando e conhecendo cada um deles de forma gradativa, deixando quase para o final o ápice e a tensão sexual entre eles.



Tirando todo o drama da história e com tanto acontecimento, vale lembrar que isso é ficção, por isso não sou tão crítica em certos aspectos da criação da história e tudo mais. Levo em consideração do fato da autora ser criativa, trabalhar bem seus personagens, e criar um ambiente favorável para o leitor.  A narrativa intercalada entre os dois personagens cria uma perspectiva bem interessante, sobre o pensamentos dos dois. Não vejo nada demais em cair na estrada e sair sem rumo, quem nunca não pensou em fazer isso na vida, quem nunca pensou em soltar a voz cantar como se não houvesse o amanhã, de ser escolhido para o destino para viver grandes aventuras. Portanto deixem de mimimi, e se permitam a ler de vez em quando uma boa história de amor. #GenteChata.

E ainda podemos contar com um segundo livro, na verdade eu achava desnecessário, mas a capa ficou linda do Andrew <3



Trilha sonora Entre o agora e o nunca!

Press Play!

1. Bad Company - Feel Like Making Love
2. Alice in Chains - Would?
3. Aerosmith - Dream On
4. Kansas - Carry On Wayward Son
5. Eagles - Hotel California
6. Raisins in My Toast
7. The Rolling Stones - Laugh I Nearly Died 
8. The Civil Wars - Barton Hollow
9. The Civil Wars - Poison & Wine
10. Bad Company - Ready for Love
11. Kansas - Dust in The Wind



Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥