Resenha "A Sereia"


Classificação


Informações do livro
Título: A Sereia
Autor/a: Kiera Cass
Editora: Seguinte 
Gênero: Romance Juvenil

Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar pois a voz da sereia é fatal , logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.



Como fã da série “A Seleção”, me interessei de cara pelo novo lançamento de Kiera Cass. O livro, nem tão novo assim, já que foi o primeiro escrito pela autora, foi reescrito e reeditado, e conta com uma pequena carta da autora para os fãs brasileiros.

Kahlen, a protagonista, foi vítima de um naufrágio quando tinha 19 anos, mas foi salva pela Água. Em troca, ela deve dedicar sua vida e usar sua voz para afogar as pessoas durante cem anos, até que a Água a liberte para que volte a ter uma vida normal (detalhe: ela não se lembrará de nada). Kahlen é obediente e segue as regras durante oitenta longos anos, sem realmente se acostumar com a situação. Mas tudo muda quando ela se apaixona por Akinli e começa a questionar sua devoção e fica dividida entre seu coração e seu dever.


No início, me desanimei bastante com o enredo. A protagonista é bem interessante, mas não prende a atenção nem faz com que o leitor se apegue. Tentei manter em mente que era um livro de fantasia e que não tem como escrever um livro sobre sereias sem ser clichê, mas muitos aspectos me incomodaram bastante. A autora bateu demais na mesma tecla e perdeu vários pontos que poderiam ser bem mais explorados.


As “irmãs” de Kahlen também não me agradaram, e fiquei bem contrariada em várias partes por não concordar com o que era considerado o certo e errado na história (quem ler vai entender o que estou falando). Mesmo se tratando de uma ficção, acredito que os valores, de maneira geral, não podem ser deixados de lado, e estranhamente fiquei bem desanimada pela autora ignorar isso completamente. O que me agradou mais no livro foi Akinli, apesar de ter sido bem pouco explorado. A devoção pura, tanto da parte dele quanto da protagonista, foi bem interessante e acredito que foi o que me prendeu no final. Outro ponto que agrada é a narrativa leve da autora, que me fez ler bem rápido.


Kiera Cass é uma autora incrível, e a série “A Seleção” é a prova disso. Por esse ter sido o primeiro livro dela, não vou levar em conta quando for ler seus próximos volumes: não vejo a hora de ler “A Coroa”, lançamento deste mês da seguinte, quinto volume da série.

Alguém já leu “A Sereia”? Também gostam de “A Seleção”? Deixem nos comentários!
xoxo

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥