Resenha "O Pintor de Memórias"



Classificação


Informações do livro
Titulo: O pintor de memórias
Autor/a: Gwendolyn Womack
Editora: Record
Gênero: Literatura Internacional/Romance
Livro enviado para resenha em parceria Grupo Editorial Record.

Um amor que atravessa o tempo. Uma equipe de cientistas prestes a fazer uma grande descoberta sobre a construção da memória e um medicamento milagroso capaz de revelar um mistério antigo.
Bryan Pierce é um renomado pintor cujos trabalhos deslumbram o mundo. Mas há um segredo para seu sucesso: cada tela é inspirada em um sonho excepcionalmente vívido. Sempre que acorda, ele adquire novas e extraordinárias habilidades, como a capacidade de falar línguas obscuras ou um gênio inexplicável para o xadrez. A vida inteira Bryan se perguntou se seus sonhos eram apenas isso ou se seriam memórias, se ele estaria experimentando a vida de outras pessoas. Linz Jacobs é uma neurogeneticista brilhante, dedicada a decifrar os genes que ajudam o cérebro a criar memórias. Ao visitar uma exposição na galeria de uns amigos, ela se depara com a imagem de um pesadelo recorrente de sua infância e adolescência... em um dos quadros de Bryan. Linz localiza o artista, e o encontro dos dois desencadeia o sonho mais intenso do pintor: a visão de uma equipe de cientistas que, na iminência de descobrir uma cura para o Alzheimer, morre em uma explosão no laboratório. Bryan fica obcecado pelas circunstâncias estranhas que cercam a morte dos cientistas, e seus sonhos aos poucos revelam o que aconteceu no laboratório, assim como um mistério mais profundo que o leva ao Egito antigo. Juntos, Bryan e Linz começam a perceber um padrão em seus sonhos. E que há um inimigo mortal observando cada movimento deles que não vai parar enquanto não atingir seu objetivo. "Um thriller ambicioso que combina romance, fantasia e aventura" - Library Journal
Eleito o Best Science Fiction, Fantasy, and Horror Reads for April pela Kirkus. 



"O Pintor de Memórias" é o romance de estréia da autora, e foi lançado pela editora Record este mês. Logo quando li a sinopse, me encantei com a história, muito intrigante e misteriosa. Quando chegou, comecei a ler imediatamente.

Bryan é um pintor famoso, mas ele esconde um grande segredo por trás de seu talento: tudo o que ele pinta são memórias que parecem ter vindo de vidas passadas. Ele tem sonhos que revelam muito mais do que o normal, o que faz parecer que aquilo realmente aconteceu com si próprio. Ele vive uma vida isolada de todos, e procura não ter muito contato com o mundo exterior.
Sua única ambição é encontrar alguém que tenha os mesmos sonhos e compartilhe das mesmas memórias.


Linz é neurobiologista e estuda os efeitos da memória no cérebro humano. Quando ela era mais jovem, antes de entrar na faculdade, costumava ter o mesmo sonho quase todas as noites, até cessarem completamente. Aquilo a aterrorisava, já que quando sonhava, tinha a certeza de que era a mulher que era queimada no sonho. Era tão real, que Linz chegou a acreditar que se tratava de uma memória. Porém, depois de um tempo, mesmo em sua área de trabalho, desconfiava que nunca teria as respostas que procurava, até ver uma misteriosa pintura na galeria de seus amigos.


Linz e Bryan parecem perceber uma ligação instantânea entre eles, e mesmo que essas coincidências pareçam fazer parte de um todo, surgem ainda mais perguntas e mais teorias que parecem não fazer sentido. Bryan simplesmente sabe que já conhece Linz de alguma forma, mesmo que ela não aceite ouvir seus instintos. E tudo fica ainda mais complicado quando algo parece persegui-los incessantemente.


O enredo do livro é diferente de tudo que já li. Logo na premissa, já sabia que não seria convencional, mas a autora me surpreendeu. A narrativa é excelente, com os capítulos se alternando entre as memórias de Bryan - muitíssimo bem detalhadas - e o tempo presente. Tudo parece se encaixar de alguma forma, muito sutilmente, o que exige bastante atenção do leitor. A autora soube equilibrar o mistério, a aventura e o romance muito bem.

Os personagens foram muito bem construídos, mesmo que Linz irrite um pouco em algumas partes. O que também me incomodou foi o fato de a autora abordar alguns assuntos esotéricos que fizeram alguns fatos perderem totalmente a credibilidade. Teve a parte científica, mas que teria sido muito melhor se ela tivesse predominado. 
Enfim, gostei do livro, e a autora me conquistou pela narrativa. Ficarei de olho a partir de agora, esperando por mais títulos dela.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥