Resenha "Uma canção de ninar"

Resultado de imagem para uma canção de ninar sarah dessen



Classificação

Informações do livro
Titulo: Uma canção de ninar
Autor/a: Sarah Dessen
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Gênero: Romance YA

Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor.

"Uma canção de ninar" é o último livro de Sarah Dessen, o segundo lançado com o selo da Editora Seguinte. A autora já é uma queridinha na minha estante, e estava muito ansiosa para esse lançamento.

Remy é uma garota segura e independente que se recusa a acreditar em relacionamentos amorosos. Seus argumentos são dos mais diversos, mas o principal gira em torno de sua mãe, uma escritora famosa com um temperamento difícil que já se casou quatro vezes e que está prestes a se casar pela quinta vez com Don, dono de uma concessionária.

O pai de Remy era músico, e morreu pouco tempo depois que ela nasceu, deixando uma música de sucesso chamada "Canção de  ninar", feita para ela. Essa é uma das razões pelas quais se recusa a namorar músicos.

É no meio dos preparativos do quinto casamento de sua mãe que Remy conhece Dexter, um músico desajeitado que está de passagem pela cidade. Namorá-lo vai contra todos os princípios que estabeleceu como regras de relacionamentos, mas ela acaba cedendo com a intensão de que seja um rolo passageiro para durar, no máximo, até o fim do verão, já que ela está prestes a ir para a universidade de Stanford e deixar tudo para trás. 

Logo, ela se vê frequentando a casa alugada que a banda de Dexter, o Truth Squad, chama de Casa Amarela. Ela acaba se apegando aos garotos e ao cachorro, o Macaco. E mesmo que tente negar para si mesma, se apega a Dexter, em seu jeito engraçado, desajeitado e impulsivo, tão diferente de todos os garotos que já namorou - que foram muitos. 

Remy acaba enfrentando um conflito entre a razão e seu coração, finalmente se vendo em uma situação em que talvez o universo prove para ela que o amor é real.

Os livros de Sarah Dessen podem até apresentar uma premissa clichê, mas como eu digo em todas as resenhas dela, o enredo consegue passar bem longe disso. A autora sempre consegue fugir do lugar-comum, tecendo uma história cheia de conflitos inéditos, com uma simplicidade que torna a história dolorosamente franca. 

Porém, nesse livro, a autora seguiu um caminho diferente. Geralmente, suas protagonistas são introvertidas, certinhas e inexperientes quando se trata de relacionamentos. Mas Remy é segura de si, já teve inúmeros namorados, é decidida e firme, longe de ser doce e meiga como muitas das outras personagens que tomaram as páginas de livros anteriores.

Admito que gostei muito dessa mudança e da perspectiva de uma personagem como essa, e achei muito interessante acompanhar os conflitos que ela enfrenta, majoritariamente internos e que ameaçam tudo o que ela acredita. Remy trava uma batalha com o seu medo de se envolver, de uma maneira em que envolve o leitor em seus mesmos questionamentos. 

A única coisa em que a autora tropeçou foi exatamente nessa mudança de perspectiva. Acredito que ela esteja acostumada a escrever sobre a vida de uma protagonista bem diferente, e Remy foi um desafio. Os conflitos que ela enfrenta são escancarados, mas achei que ficou um pouco repetitivo. A protagonista tem plena consciência de que está errando em procurar um amor, então fiquei me perguntando: então por que ela continua procurando? Existem algumas falhas na personalidade de Remy, e que não foram totalmente superadas durante o livro. Esses pequenos erros aparecem de forma sutil na história, mas se repetem de forma muito frequente para serem ignorados.

Enfim, sempre recomendei e sempre vou recomendar Sarah Dessen, mesmo com essas pequenas falhas. Vale muito a pena se envolver no universo que só ela sabe criar.




Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥