Resenha "O menino que desenhava monstros"




Classificação

Informações do livro
Titulo: O menino que desenhava monstros
Autor/a: Keith Donohue
Editora: Darkside
Gênero: Literatura Internacional/Suspense/Mistério
Livro enviado para resenha em parceria Darkside Books.

Um livro para fazer você fechar as cortinas e conferir se não há nada embaixo da cama antes de dormir. O Menino que Desenhava Monstros ganhará uma adaptação para os cinemas, dirigida por ninguém menos que James Wan, o diretor de Jogos Mortais e Invocação do Mal.
Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar.
Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.
Na superfície, O Menino que Desenhava Monstros é uma história sobre pais fazendo o melhor para criar um filho com certo grau de autismo, mas é também uma história sobre fantasmas, monstros, mistérios e um passado ainda mais assustador. O romance de Keith Donohue é um thriller psicológico que mistura fantasia e realidade para surpreender o leitor do início ao fim ao evocar o clima das histórias de terror japonesas.


Estava ansiosa para ler esse livro, para quem gosta de suspense e mistério vai curti essa história, que tem como personagem um garoto de dez anos sinistro com um dom de desenhar monstros, mas o que a família não esperava era o que estava para acontecer.

Jack Peter é um menino de dez anos diagnosticado com síndrome de Asperger, seus pais Tim e Holly Keenan estão cada dia mais apreensivo quanto ao comportamento arredio, um dia ao tentar acorda-lo sua mãe Holly é agredida sem querer, mas isso acaba desencadeando pensamentos ruins e a dúvida se realmente estão tratando corretamente o comportamento do filho.


Tudo piora quando há três anos ele quase se afogou, e isso gerou uma fobia para sair de casa, deixou de ir à escola e de conviver com os poucos amigos que tinha, por que infelizmente não compreendiam que ele era especial, somente um amigo estava disposto a superar isso e manter um relacionamento, Nick filho de Nell e Fred Weller um casal um pouco excêntrico que mantinha um relacionamento de amizade com os Keenan.

Jack Peter (Jip) e Nicholas (Nick), ficavam bem juntos, Nick parecia compreender a mente de seu amigo que tinha comportamento distante e gostava de fazer as mesmas coisas metodicamente, hora era um gibi, um jogo de estratégia e depois começou sua atração por desenhos, ele podia passar horas desenhando, Nick ficava um pouco incomodado com essa obsessão, mas mesmo assim sempre estava por perto.


Um dia quando o Sr.Keenan levava Nick para casa, ele avista na estrada um ser estranho, aparentemente somente ele percebeu o ser atravessar a estrada e se perder na praia, era um dia de muito frio e talvez a falta de visibilidade tenha criado algo inesperado. Ao chegar na residência dos Weller, ele descreve o ocorrido, mas é desencorajado por seus amigos, que se limitam em dizer que deveria ser algum animal perdido ou alguma coisa em sua cabeça.




Mas estranhos acontecimentos na casa dos Keenan começam a abalar a família, somente Jip parece estar em seu mundo com seus desenhos estranhos. Eles passam a ouvir vozes, barulhos fora de casa como alguém quisesse entrar, Nick começa a temer a companhia do amigo e quando seus pais resolvem partir para uma viagem em um cruzeiro, a decisão de ficar na casa dos Keenan parece a pior decisão que ele poderia ter tomado, Jip estava cada dia mais obcecado por seus desenhos, e juntando com os acontecimentos ao redor o clima começa a ficar tenso e assustador.

Seus pais estavam cada dia mais perturbado com os acontecimentos, seu pai tentou um dia averiguar o que tinha no quintal de sua casa e acaba se machucando seriamente, Nell também se abala, o soco que recebeu do filho, a dor de vê-lo cada dia mais agressivo faz tomar a decisão de buscar amparo na igreja, assim o padre passa aconselhar sobre sua angustia, mas ela fica intrigada demais com uma pintura de um naufrágio, e logo começa a ouvir vozes e alucinações sobre as pessoas pedindo ajuda.


Fiquei surpreendida com essa história, o livro é dividido em cinco capítulos que dentro deles a uma subdivisão de capítulos curtos onde detalha a evolução dos acontecimentos da vida dos Keenan e Weller, a cada página vamos conhecendo os personagens, descobrimos segredos obscuros, e compreendemos a verdadeira essência de Jip, um garoto que em seu mundo através dos desenhos torna a vida de sua família e seu amigo um suspense interessante.


A narrativa é perfeita, com detalhes convincentes que dão ao livro o mistério e a aventura que cerca os acontecimentos, os personagens são conflitantes e excêntricos o que deixa a história mais sinistra.

O final posso dizer que é previsível e inesperado na última página, li mais de uma vez para digerir o final surpreendente para esse livro, o autor foi inteligente e usou até o último momento para brincar com a imaginação do leitor. Não é à toa que o direito autoral do livro foi vendido para uma possível adaptação para os cinemas, eu imaginei a todo o momento como seria os dois personagens Jip e Nick em mundo cheio de mistério com uma simples brincadeira infantil. Destaco a perfeita revisão e diagramação da edição da Darkside Books, nas ultimas páginas encontramos páginas destinadas para nossos próprios desenhos. Depois desse livro vou repensar mais sobre meus desenhos. (Risos)



Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥