Resenha "O Primeiro dia do resto da nossa vida"




Classificação

Informações do livro
Titulo: O primeiro dia do resto da nossa vida
Autor/a: Kate Eberlen
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Internacional/Romance
Livro enviado para resenha em parceria Ed.Arqueiro.


Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Oi amigos tudo bem, mesmo de férias não podia de postar resenha para vocês não é mesmo!?


 Quando li a sinopse desse livro logo fiquei interessada para descobrir a história de desencontros de Tess e Gus, duas pessoas que infelizmente passaram por mudanças drásticas, com uma família um tanto distante e cheia de problemas.

A primeira vez que Tess e Gus se encontram foi em uma viagem de férias na Itália, Tess com sua melhor amiga Doll e Gus com seus pais. Uma simples foto, uma saída para um sorvete e a dúvida se um dia se encontrariam outra vez.


Tudo estava encaminhado Gus iria para Universidade para carreira de medicina e Tess com seu objetivo para Universidade em Londres, mas assim que ela retorna para casa, sua pequena irmã de 5 anos Hope atende a porta, isso não é um bom sinal já que sua mãe se encontra em um estado deplorável, e a realidade era que sua mãe estava novamente doente, ao ponto de qualquer tratamento para o câncer ser totalmente inútil.


Assim suas vidas mudam repentinamente, Tess não vai para universidade, logo ela tem a responsabilidade de cuidar da sua irmã pequena, por que seu pai e seus irmão são incapazes de mostrar qualquer empatia, Gus tem dificuldades de se concentrar para sua nova profissão e se questiona se essa decisão é a certa para sua vida, após a tragédia em sua família seus pais passam a trata-lo com total indiferença, causando um buraco no relacionamento.


Entre idas e vindas passam-se 16 anos, a vida de Tess e Gus sofreram reviravoltas importantes, onde o rumo de vida de cada um foi alterada e ambos tiveram que conviver e amadurecer a medida que a vida cobrava uma atitude mais firme, mudanças repentinas e ter que conviver com pessoas que pensavam que iam conviver pelo resto da vida, mas que de repente saíram deixando-os à deriva e com dúvidas de qual caminho seguir.


Para quem leu esse livro pode comparar com duas histórias bastante conhecidas, Um dia de David Nicholls e Simplesmente acontece de Cecilia Ahern, pois são histórias de duas pessoas que se conhecem, mas quem por algum motivo são separadas pelo destino, assim com o tempo passando, ambos tomam decisões, passam por problemas e superam de alguma forma.


Tess é uma pessoa que teve que amadurecer e cuidar de sua irmã de 5 anos que anos mais tarde é diagnosticada com a síndrome de Asperge, e toda sua vida é destinado a cuidar e velar pela sua irmã, seu pai é distante, seus irmãos mais velhos tem suas próprias vidas, e não parece se importar que Tess tenha desistido de tudo para cuidar da caçula. Ela tem uma personalidade resignada, ela aceita as situações como elas são, não se apega aos poucos relacionamentos que passam por ela, mas de alguma forma ela encontra o seu Norte.


Gus vivia a sombra de seu irmão mais velho, ele não sabia conviver com os sentimentos conflitantes a respeito de amar ou não amar o seu irmão, e a tragédia complica ainda mais essa situação, seus pais são imaturos e incapazes de manter um relacionamento com o próprio filho. Assim Gus segue sua vida, um relacionamento rompido por uma traição, um casamento repentino e a incerteza quando se vê novamente sozinho e com a dúvida de qual caminho seguir.


O livro é intercalado por Tess e Gus, passei o livro todo esperando o capitulo que enfim eles finalmente se reencontrariam, para enfim dar sentido a essa trajetória tão sofrida. Kate Eberlen me surpreendeu com sua narrativa, onde ela detalha momentos e cenários de forma concisa destacando o melhor da atmosfera da história e da personalidade dos personagens.


O final já era esperado, mas nada diferente do que projetei minhas expectativas para essa leitura, ela realmente foi cativante e marcante, ao final do livro era possível sentir cada momento da leitura, questionando a mim mesma sobre as decisões que tomamos na vida, sobre relacionamentos, amizade, confiança e a resiliência, a capacidade de superar momentos tristes e torna-los como aprendizado. Super recomendo a leitura.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥