Like a Rory Gilmore: meus quotes favoritos (parte 2)





Precisei dividir meus quotes favoritos em dois posts, já que consegui reunir bastante coisa (quem não conferiu a primeira parte, pode acessar o link). Queria poder colocar todos aqui, e principalmente reunir todos os lindos quotes que recheiam meus livros. Enfim, aqui vão mais alguns:

"Eleanor estava certa. Ela nunca estava bonita. Ela era como a arte, e a arte não deve ser bonita; ela deve fazer você sentir alguma coisa" - Eleanor and Park” (Rainbow Rowell)
"Eleanor e Park" é um livro único, com uma identidade difícil de ser esquecida. A história e o romance que envolvem os dois personagens foram construídos com perfeição, e acho que esse quote resume bem a proposta do livro.
 "Você precisa aceitar a ideia de imperfeição, mesmo naquilo que considera mais perfeito" - “A Coroa” (Kiera Cass)
Apesar de "A Coroa" não ter me agradado o tanto que eu gostaria, Kiera Cass conseguiu compensar um pouco o livro com o amadurecimento da personagem. Gosto muito desse quote, faz refletir e acaba deixando as coisas mais leves de alguma forma.
"Uma parte de mim compreendia o que você fizera. É difícil odiar uma pessoa depois que você a compreende." - "Stolen" (Lucy Christopher) 
"Você me sequestrou, mas salvou minha vida também. E entre uma coisa e outra você me mostrou um lugar diferente e lindo, que eu não consigo tirar da cabeça" – “Stolen” (Lucy Christopher)
Já falei de "Stolen" várias vezes aqui no blog, e como o livro é muito denso, está cheio de citações marcantes. Mas acho que essas duas foram as mais significativas.


“Passamos a vida inteira em um labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em quanto será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.” – “Quem é você, Alasca?” (John Green)
"Quem é você, Alasca" foi o livro de John Green que mais me marcou. Os elementos da história são reais demais, e a problemática do livro levanta questões que nem passam na nossa cabeça
"É possível amar muito alguém, ele pensou. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela." - "O teorema Katherine" (John Green)
"Você ouvia as pessoas para enxergá-las, e ouvia todas as coisas horríveis e todas as coisas maravilhosas que elas faziam consigo e com os outros, mas, no final das contas, ouvir faz com que se exponha muito mais do que as pessoas a quem se estava tentando escutar" - "Cidades de Papel" (John Green)


E para encerrar, selecionei meus dois quotes favoritos do meu personagem preferido: Sherlock Holmes. Arthur Conan Doyle foi um dos poucos autores que conseguiram deixar uma marca na história transformando sua criação em um personagem imortal. aquele que 'jamais viveu e nunca morrerá'.
"Uma vez eliminado o impossível, o que restar, não importa o quão improvável, deve ser a verdade" - "Sherlock Holmes - O sinal dos quatro" (Sir Arthur Conan Doyle) 
"- A sua vida não lhe pertente - Ele disse. - Fique com as mãos afastadas de si mesma.      - Que utilidade tem a minha vida para alguém?                                                                    - Como a senhora pode afirmar isso? O exemplo de um sofrimento paciente é, por si só, a mais preciosa de todas as lições que se poderia dar a um mundo impaciente" - "Histórias de Sherlock Holmes - A aventura da hóspede velada (Sir Arthut Conan Doyle)

Gostaram dos quotes? Deixem mais nos comentários!
xoxo

Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥