Resenha "Todo mundo vê formigas"




Classificação

Informações do livro
Titulo: Todo mundo vê formigas
Autor/a: A. S. King
Editora: Gutenberg
Gênero: Literatura Internacional/  YA
Livro enviado para resenha em parceria Editora Gutenberg.

A 1ª coisa que você precisa saber é que tudo o que eu fiz foi uma pergunta idiota. A 2ª coisa que você precisa saber é que essa pergunta idiota me trouxe muitos problemas com Nader McMillan, o cara que faz bullying comigo desde que eu tinha 7 anos. E uma semana atrás ele pegou bem pesado comigo. Foi aí que eu comecei a ver formigas. A 3ª coisa que você precisa saber é que meu avô Harry desapareceu durante a Guerra do Vietnã e nunca foi encontrado. Então, todas as noites, eu tento resgatá-lo da sua prisão na selva em meus sonhos. Mas nunca consigo. A 4ª coisa que você precisa saber é que minha mãe é uma lula e meu pai, uma tartaruga. Ela tenta afogar os seus problemas nadando o dia todo em uma piscina pública, e ele nunca está por perto e desaparece dentro da casca no primeiro sinal de confronto. Então, se juntarmos Nader McMillan, a minha pergunta idiota, vovô, e tudo o mais na minha vida, somos só eu e as formigas. “A grande sacada de Todo mundo vê formigas é que ele vai ajudá-lo a entender que as pessoas que parecem muito diferentes de você, na verdade são muito parecidas. Faça um enorme favor a você mesmo e leia este livro!” - James Patterson, autor da série best-seller Bruxos e Bruxas.
Esse livro tem como tema o Bullying, um assunto que tenho grande preocupação. A cada dia as pessoas estão mais suscetíveis a causar dor umas nas outras e não se importam com as consequências. Esse é o meu primeiro contato com a autora A. S. King e fiquei satisfeita com a história do livro, onde o personagem principal Lucky sofre bullying de um moleque chamado Nader desde os sete anos.


Lucky é um garoto de quinze anos, que está passando pela parte mais difícil da vida, a adolescência, uma época turbulenta e injusta, ainda mais quando o valentão chamado Nader resolve importuná-lo. Seus pais parecem alheios a esses acontecimentos, seu pai é chef de cozinha e sua história de vida se resume no desaparecimento de seu pai na guerra e a busca incansável de sua avó. A mãe de Lucky diante dos problemas conjugais se refugia na piscina, nadando incansavelmente. Como lidar com pessoas tão distantes? E mostrar o quanto ele sofre diariamente?


Depois de uma grave agressão, sua mãe resolve ir para casa do irmão Dave, e assim Lucky passa a ter uma nova experiência. Sua tia Jodi, uma pessoa que não é muito normal, a todo momento diz que ele tem sérios problemas de comportamento, só que ela desconhece totalmente o fato.
No decorrer do livro, seu maior refúgio é quando está sonhando, e nesse sonho a presença de seu avô que ele nunca conheceu é bem curioso. No sonho ele é um garoto forte e decidido, e seu avô parece estar preso na época do desaparecimento na guerra, juntos eles vivem sonhos estranhos, mas o fato é que seu avô foi uma presença importante.


O título do livro é uma analogia ao que Lucky passa em sua vida, todo mundo vê formigas, mas alguém sabe o que elas estão passando? Elas simplesmente percorrem o caminho, lidam dia a após dia com sua rotina, e o mesmo se encaixa na vida de Lucky, alguém realmente sabe o que se passa em sua vida? Alguém de fato se preocupa com os assédios que ele vem sofrendo todos esses anos? Nem seus pais parecem estar dispostos a ajudar, duas pessoas que mantém uma carapaça e foge dos problemas, seu pai é como uma tartaruga e sua mãe uma lula, e logo percebemos o motivo dessas comparações.


Nesse livro a autora mostra a triste realidade das pessoas que são assediadas, Lucky pelo Nader um moleque inseguro, sua amiga Charlotte que por ser bonita e usar roupas provocantes é assediada pelos meninos pelo simples pensamento machista que se ela está usando roupa curta, e sua amiga Ginny que é extremamente bonita, tem seus cabelos alvo de admiração e os maiores assediadores disso tudo são seus próprios pais.


É um livro que sensibiliza o leitor, a maneira como as pessoas lidam com o Bullying sempre culpando a vítima ainda é um fato que devemos nos atentar. Cada dia mais a estatística aumentam, a violência cada dia mais forte, e pessoas sofrendo psicologicamente e muitas das vezes chegando as vias de fato. A. S. King consegue nos transportar para uma história cativante de um menino, que tenta a todo o momento superar à sua maneira a violência. A mensagem que autora passa mostra como o sofrimento pode atingir qualquer pessoa, não importando a raça ou condição social.


Mostra como certas atitudes ruins podem ser implacáveis e determinantes na vida de uma pessoa, que agressão além de ferir fisicamente fere ainda mais psicologicamente. Muitas das histórias que chega até nós não tem um final feliz. Livros como esse deveriam ser leitura obrigatórias nas escolas, e os pais se atentarem mais na criação de seus filhos.

Leia também:



Lançamento 2017




Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá amigos obrigada pela visita!
Livros, a Janela da Imaginação!


Livros, a janela da imaginação - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥